27 de agosto de 2012

A Lua acordou mais cedo.


   Em pequeno achava que podia atingir a Lua com uma pedra. As suas áreas disformes, gigantescas, seriam o resultado de meninos grandes e maus, tão diferentes de mim, que impulsionando as suas mãos com determinação e coragem, lançariam enormes pedregulhos ao único satélite natural da Terra. Por esse motivo, não raras vezes imaginava que seria possível alcançá-la com uma viagem simples e rápida, afinal, estava tão perto e brilhante. Assemelhava-se a um enorme disco reluzente colado no firmamento. Para mim tinha luz própria, provavelmente onde seres lunáticos dariam enormes e brilhantes festas sob o clarão amarelado que iluminaria o seu solo.

   Quando me falaram da influência da Lua nas marés terrestres, fiquei surpreendido e confuso. Sairia a Lua de noite, sorrateiramente, puxando os mares para trás ou, também, devolvendo-os para o areal? Era, então, a Lua a responsável pelo recuo das águas e, por isso, pelo aparecimento repentino das rochas e dos mexilhões que, habitualmente, estavam cobertos. Era ela a culpada por, negligenciando os avisos da mãe, dirigir-me para as rochas, cortando a planta do pé nas conchas afiadas e delgadas dos pequenos moluscos.

   Mais tarde aprendi que não seria tão fácil visitá-la como pensara. Para além de, necessariamente, se ter conhecimentos para tal, além de alguma robustez física, era impossível atingi-la com pedras ou rochas, conhecê-la numa breve curta viagem ou poder correr por aquilo que julgava ser grandes buracos. Não estava distante da realidade, mas quiseram os astrónomos chamá-los de crateras. Estragaram-me os planos.

   Ontem, olhando para o céu, dei com a Lua antes das dezanove horas. Parecia um objecto de tamanho e contornos indecifráveis, transparente. Riu-se de mim pela ideia que fizera dela há uns bons anos.

   O encanto do primeiro homem que a pisou, recentemente falecido, não divergiria muito dos sonhos de uma criança de tenra idade.

17 comentários:

  1. tb a tenho visto todos os dias ainda deitado na areia da praia :p

    e tb sinto esse encanto todo, por isso a história daqueles 3 homens que foram à lua sempre me fascinou.

    ResponderEliminar
  2. sad: Ela tem saído mais cedo ultimamente. Às vezes sou convencido e acho que ela sai para me ver. :D

    ResponderEliminar
  3. Que engraçado, eu também escrevi sobre essa lua diurna que sai mais cedo. foi giro ler o que tu escreveste sobre "ela", deste-lhe um certo encanto. :3

    ResponderEliminar
  4. Gonçalo: Quando a vejo sair mais cedo do seu leito, imagino-a matreira, a observar-nos por aí. :)

    Oh, obrigado. :3

    ResponderEliminar
  5. Também influência os partos, o crescimento do cabelo, as hormonas ficam mais... E, se olhares com muita atenção... Tens lá um abraço meu :)


    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  6. Francisco: Os partos? Incrível! Não sabia. Assim como não fazia ideia em relação às hormonas. :) Ando muito a leste. :3


    abraço ^^

    ResponderEliminar
  7. vai ao meu segundo post ve se me podes ajudar, por favor. obrigado!

    ResponderEliminar
  8. if you believed they put a man on the moon, man on the moon...
    ontem foi dia dela, da lua.
    bjs.

    ResponderEliminar
  9. Margarida: Ontem estava enorme e reluzente demais. *_*


    beijinhos :*

    ResponderEliminar
  10. Obrigado eu, pelas tuas palavras! :)começo a ficar sem palavras de agradecimento e, confesso, muito mal habituado! :3

    ResponderEliminar
  11. Gonçalo: Também tenho a agradecer as tuas simpáticas palavras. :) Acho que empatámos. :D

    ResponderEliminar
  12. Esse texto é lindo, Mark. Sabe, é impressionante como você consegue passar tanta beleza através das palavras. você nos faz criar fotografias dentro da mente, como se nós fizéssemos parte da história contada por você.


    Você em criança era muito imaginativo. Que bonito.


    Ps.: Obrigado por visitar o meu blog e pelas palavras que deixou lá. Bem,Eu tive ajuda de alguém muito especial que me ajudou a redigi-lo. ahaha!

    Abraços.

    ResponderEliminar
  13. Citizen: Muito obrigado pelas palavras. ^^

    Ahah ;)


    abraço :3

    ResponderEliminar
  14. É tão terno esse pensamento de criança de meninos maus serem os responsáveis pelas crateras lunares... A lua tem uma influência fantástica na Natureza, desde as marés até aos ciclos vitais de muitos animais. Quanto aos humanos, não tenho bem a certeza...

    ResponderEliminar
  15. Coelhinho: Os humanos têm influência negativa em tudo. :(

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)