4 de julho de 2012

Achei-me crescido.


 Adormeci. Subitamente acordei, levantei-me e vi o meu reflexo no espelho do aparador situado entre os quartos. Os olhos ardiam-me ao pestanejar, talvez porque os tivesse esfregado enquanto dormira.
 As noites já não eram povoadas por pequenos momentos de fantasia, onde os brinquedos falavam (como no Toy Story) e secretamente combinavam vigílias secretas ao nosso sono, protegendo-o dos pesadelos dos adultos.
 A altura traíra-me. As mãos cresceram; as pernas acompanharam-nas. O rosto modificou-se (não fosse o espelho mentir-me, teria uma foto por perto), mas, conforme diz frequentemente a avó, "as bochechas continuam rechonchudas". É sempre bom saber que continuamos com as bochechas rechonchudas...

 Se a noite fosse irregular, eu seria mais um fantasma que percorreria corredores. Sentar-me-ia no primeiro degrau e esperaria que ninguém do piso inferior viesse à minha procura. Se o fizesse, sempre poderia deitar-me de novo, cobrindo a cabeça com o lençol. Um bom esconderijo. Ou poderia, ainda, conformar-me com a vinda do velho do saco, "sempre à procura dos meninos mimados e exigentes". Claro que a minha audácia em tudo superaria a sua força física. Levaria um x-acto - no mínimo - abriria o saco e sairia sem que a sinistra figura desse pela minha fuga. Gostaria de ver o seu semblante ao verificar, à entrada do seu lúgubre casebre, onde a lareira não tem lenha e o caldeirão está vazio, que me evadira sem que tivesse sequer notado. Destruiria o mito e seria o herói.

 O leite dera-me sono. Afinal, cresci. Voltei para a cama e dormi.
 

15 comentários:

  1. E assim continuarás...
    Um dia, a saudade dos bonecos que falam, do medo do escuro, ...

    1 abraço.

    ResponderEliminar
  2. E tiveste bons sonhos :)

    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  3. Paulo: Mantenho o medo do escuro. :)

    Francisco: Felizmente, nunca fui dado a pesadelos. :)



    abraço a ambos :3

    ResponderEliminar
  4. Então e o velho não daria pela falta de peso no saco? xD

    ResponderEliminar
  5. Sim, fisicamente cresceste.

    Noutros assuntos ainda falta... mas a vida é uma constante de crescimento (aprendizagem).

    lol

    ResponderEliminar
  6. "o velho do saco"... a minha mãe assustava-me com "se não comeres a sopa toda, vem o homem do saco e leva-te".
    agora, reparamos que os anos passam, que não somos mais crianças e as responsabilidades avolumam-se. eu desejo muitas vezes poder ter a capacidade de regressar ao tempo do tom sawyer; quando tinha 15 anos só queria ser adulta e independente...
    maravilhoso o teu texto.
    bjs.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo: LOL, não, porque eu iria no meio do entulho que ele levaria. :D


    Ribatejano: Claro, estamos em constante "crescimento". Falta e faltará sempre, pois jamais aprendemos tudo. Necessitaríamos de - pelo menos - dobrar o número máximo de anos que podemos viver: uns 240. :)

    Margarida: Obrigado pelas tuas palavras. :) Também me contavam acerca das investidas do "velho do saco", mas por motivos completamente diferentes: como era muito mimado e exigente (a nível de presentes), chegando ao ponto de fazer birras descomunais, diziam-me que caso não me comportasse bem, um velho horrendo viria buscar-me de madrugada. Amedrontava-me um pouco. :)
    Engraçado, nunca tive essa ânsia enorme de ser adulto. Daria tudo para regredir no tempo...

    beijinhos :*

    ResponderEliminar
  8. Nunca deixamos de "ter medo do escuro", mesmo que nos dê prazer a escuridão.
    Nunca deixamos de ser crianças, mesmo que o corpo cresça e a mente se desenvolva.
    E ainda bem...

    ResponderEliminar
  9. João: Concordo. :)

    abraço :3

    ResponderEliminar
  10. Que imaginação fértil,Mark.Bem, de uma forma ou de outra, nunca deixamos de ser crianças e usar nossa imaginação. É gostoso abstrair um pouco.


    Um abraço.

    ResponderEliminar
  11. Citizen: Eu vivo na abstracção. Ser óbvio é demasiadamente monótono, eu acredito nisso. :)

    abraço :3

    ResponderEliminar
  12. *whispers* Buuu! De regresso! ^w^
    Adorei o pormenor de, desta vez, seres o herói! ^^

    Hughie :333

    ResponderEliminar
  13. Hórus: Ao menos em fantasia. :)

    hughie :333

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)