16 de agosto de 2010

Incapacidade de Fazer Directas



Tenho uma incapacidade inata para fazer directas. Sei que não é um motivo de vergonha, mas a verdade é que, por vezes, faz imensa falta. Todos os amigos que tenho fazem directas. A mãe, inclusivamente, já me tem dito que quando era nova chegou a fazer algumas, principalmente na sua época de estudante. O pai também fez, segundo sei, e até a avó materna (!!!) chegou a estar duas noites seguidas sem dormir quando era jovem. Eu não sou capaz e sinto-me um pouco estranho devido a isso. Chega a uma certa hora e tenho uma necessidade enorme de dormir. Só me recordo de ter feito uma directa e não foi uma directa na íntegra, real e verdadeira. Foi em 2005, nas vésperas de uma viagem a Espanha. Deitei-me às quatro da madrugada para acordar às seis. Sim, eu sei que uma directa consiste no acto de estar 24 horas sem dormir, ininterruptamente e, para ser ainda mais real, com noites perdidas em bares e afins. Mas eu nunca o fiz. A minha experiência mais próxima foi esta que relatei. E, às seis da madrugada, o pai teve de me levar ao colo até ao carro, literalmente. Estava quase morto de tanto cansaço. Foi o que deu entusiasmar-me com a viagem. Desde aí, nunca mais fiz nada parecido. Quando me deito tarde, durmo até tarde. Porém, continuo a sentir-me um alienígena neste aspecto. Não encontro uma alminha que também não seja capaz. É um pouco constrangedor. E algumas pessoas chegam a ir à praia sem dormir. Fantástico. A sério! Admiro. Sou incapaz. Claro que tenho a medicina do meu lado, apoiando-me quando afirmo que faz muito mal à saúde não dormir, no mínimo, oito horas por dia. Bom, também para estar todo o dia com umas olheiras enormes e uma cara de zombie, prefiro ser assim como sou. Decididamente, essas aventuras não são para mim. Agora com a faculdade já avisei: os meus futuros colegas que estudem, estudem, estudem muito; eu, de certeza que não estarei noite alguma sem dormir. No way! Faz imenso mal à pele, cansa, envelhece prematuramente e não consigo, de todo, nem com café.
Continuamos a lutar, sem glória, contra as máquinas. Será que ninguém repara que somos animais? Não somos como um computador, que é capaz de processar dados durante dias e dias e dias... Não! Temos necessidades naturais e uma delas é repousar, de forma a recarregarmos energias para o dia seguinte.
Às vezes, acho que penso demais e arrisco de menos.

4 comentários:

  1. Eu pensava que era o único incapaz de fazer directas. Afinal tu também nao consegues :D. Eu já tentei várias vezes mas não consegui, tal como dizes, chega uma altura que temos de dormir, dê por onde der. E quer dizer, tem assim tanta piada ou utilidade fazer uma directa? Ainda se desse do tipo dormir 24 horas, era capaz de ter a sua piada, acumular tanta energia e acordar eléctrico, mas 24 horas sem dormir? :| NÃO!

    Abraço :)
    P.S: Passa pelo meu blog, se gostares: segue ;P

    ResponderEliminar
  2. Uma directa não beneficia em nada uma pessoa, antes pelo contrário.
    Li há algum tempo que cada directa custa cerca de 6 meses de recuperação, pois o esforço vai muito além do físico.

    Apesar de tudo... Já fiz 3 dias de directa seguidos (não te digo porquê, lol). Mas ao 3º dia os meus colegas do trabalho tinham de "dar-me corda" para eu andar. xD

    É uma sensação má, a de uma directa. Experimenta com algo pouco exigente. Eu já passei noites inteiras a conversar dentro do carro com vários amigos. É interessante a quantidade de coisas que se fala num carro!

    Mas volto a salientar: o melhor que fazes é dormir. XD

    ResponderEliminar
  3. Quando tinha idade para isso, fiz algumas (muito poucas) directas e aguentava; algumas delas foram devidas a estudo e davam resultado, mas tinham que ter a devida consequência.
    Agora que o meu dormir é "intermitente" até sorrio com a possibilidade de fazer uma directa: totalmente impossível!
    Não deves preocupar-te minimamente com tal facto: para quê? Só para ser igual aos outros?

    ResponderEliminar
  4. Marcus: Yupi, já somos dois a não conseguir fazer directas, Marcus. :) Também não lhe acho de grande utilidade ou piada, mas pronto.


    Vasco: Sim, vou tentar fazer as mínimas directas possíveis ao longo da minha vida. Dormir é bem melhor. :))


    Pinguim: É isso mesmo. E logo eu, que detesto ser igual. :)

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)