8 de janeiro de 2012

Sentimentos.


 Quando acordo, e a disposição mo permite, coloco uma cassete de desenhos animados e fico a vê-los até sair da cama. Houve um tempo, há alguns anos atrás, em que cheguei a temer que alguma se estragasse. Vistas e revistas, vezes sem conta, permitiam-me sonhar através das paredes de casa, correr ao sabor do vento sem me resfriar, experimentar sensações que de outra forma não poderia. Levaram-me a pensar que as grandes histórias de amor só existem no cinema. Histórias de encantar. Histórias em que a Bela se apaixona pelo Monstro e aprende a amá-lo para além da sua compleição física; tudo é possível para um verdadeiro amor.
 De pijama colorido, deitado de frente com a cabeça apoiada sobre os ombros, a magia era-me permitida, finalmente. E o mundo lá fora parava. A realidade tornara-se bem mais tenebrosa. O leite frio esfriara, as torradas moles arrefeceram no prato, a compota de framboesa não chegara a ser aberta...
 Quando, de repente, raios separam-se das nuvens e caem sobre o solo. Raios de mil uma cores. O leite, no copo, torna-se rosa, azul, amarelo, roxo, refletindo a cor dos raios na substância do seu líquido. A absorção das cores fora total.
 Ontem, à noite, vi outra vez alguns filmes que outrora me fizeram sonhar. Desta feita acompanhado de chocolate quente com pouco açúcar. Nenhum doce é necessário quando o ecrã nos ensina lições dos mundos mais doces que algum dia o Homem criou. Criam-se realidades utópicas, mundos em que príncipes e princesas, bruxas e dragões, ocupam o lugar que na vida é tomado por todos nós.
 A Sininho chamou-me. O Peter Pan espera por mim na Terra do Nunca.




16 comentários:

  1. um filme lindo e uma história muito bem conseguida :)
    também gosto de leite quente mas de bebê-lo com biscoitos simples xD
    abc

    ResponderEliminar
  2. Estas histórias infantis enternecem o coração de qualquer um. Às vezes, quando me cruzo novamente com elas, chego a pensar se terão uma segunda leitura ou se é a minha perda de inocência que me leva a procurar esse duplo significado.

    ResponderEliminar
  3. Tomás: E embeber os biscoitos no leite quente? Yummy :p
    Sim, é um filme lindíssimo e esta dobragem brasileira é fenomenal. :)

    Coelhinho: Eu creio que têm, de facto, segundas interpretações. Aos olhos de uma criança, trata-se de mais uma bela história; contudo, a verdade é que contêm uma mensagem, muitas vezes implícita. Lições de vida que deveremos retirar. :)

    ^^

    ResponderEliminar
  4. UHmmmmmmmm

    Amor no Ar!!! Passarinho novo perto do ninho????????????

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Francisco: Não, de todo. ^^ Apenas as belas histórias e a nostalgia têm um bom efeito em mim.

    :)

    ResponderEliminar
  6. Há "coisas" dos tempos de criança que não desaparecem nunca.

    ResponderEliminar
  7. pinguim: No meu caso, nada da minha infância ainda desapareceu. Duvido mesmo que tal aconteça: foram momentos e anos tão felizes que jamais terei outros iguais.

    ^^

    ResponderEliminar
  8. Tenho tantas saudades destes filmes, é pena já não ter leitor de video.
    Adoraria vê-los novamente, acho que teria outra perspectiva da história.

    PS: É bom saber que ainda pertences à geração do dobrado em português do Brasil.

    ResponderEliminar
  9. Lobo: Felizmente, ainda tenho leitor de VHS. :) E é mesmo felizmente, porque ainda tenho muitas cassetes. :/ Sabes, a maior parte dos filmes dobrados em português do Brasil eram do meu irmão, por isso, cresci a vê-los. O engraçado é que a partir de 1995, os filmes começaram a ser dobrados no nosso português e creio que esses só gosto na versão portuguesa, como o Rei Leão (que nem é dos que mais gosto, curiosamente), a Pocahontas, etc. ^^

    ResponderEliminar
  10. Que texto fofo! bacana você não perder um pouco dessa inocência infantil de sonhar com coisas bonitas. É bom de vez em quando voltarmos ao tempo e lembrar de como tudo era mais fácil quando éramos crianças.

    PS.: O filme Bela e Fera em português do Brasil. Lol

    ResponderEliminar
  11. Despreocupado consciente: Eu recordo-me várias vezes da minha infância. Era tudo bem mais fácil, tens razão, mas do que sinto mais saudades é daquele "véu de inocência" que se perde com o tempo...
    Durante muitos anos, os filmes da Disney, comercializados em Portugal, eram os das versões do Brasil. :)

    ResponderEliminar
  12. Eu adoro! E tenho todas as músicas que consegui sacar quando o e-mule funcionava e era bera em Portugal.

    ResponderEliminar
  13. Também adoro! Eu tenho um álbum com as músicas dos filmes da Disney (não de todas), mas o problema é que têm apenas a versão original, em inglês. :(

    ResponderEliminar
  14. Humm... Entendi.Eu já vi alguns trechos de versões do filme da Disney em português de Portugal no youtube. São muito boas também. Eu gosto das músicas da Disney nessa versão. São muito bonitas. Eu gosto do sotaque português.

    Abraços do Brasil!!!

    ResponderEliminar
  15. Eu às vezes saco um filme da Disney e vejo. Ehehe
    E as músicas sabem bem quando estou a estudar! =DD

    ResponderEliminar
  16. Despreocupado consciente: Sim, temos boas dobragens (dublagens) em Portugal, também. :)

    Abraços de Portugal. ^^

    pi: Eu simplesmente amo as músicas dos filmes da Disney. (:

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)