19 de julho de 2011

Um Ano Depois...


... é chegada a altura de fazer o balanço deste primeiro ano letivo na faculdade.
O tempo, de facto, passa sem que dêmos conta dele. Parece que foi ontem que me candidatei, que fiz a matrícula e que, por fim, começaram as aulas. Lembro-me dos primeiros dias de aulas, do ritmo frenético de matéria que tive de absorver, dos colegas que não conhecia, das conversas que ouvia e que eram tão diferentes de tudo a que estava habituado até então. Lembro-me, também, de sentir algum desconforto por não ser tratado com tanta atenção quanto o era no colégio e foi, efetivamente, um dos aspectos que mais me custou.
As semanas iniciais foram estranhas, parecia que não estava no meu mundo. Uma amiga minha do colégio acompanhou-me no curso, mas ficou numa turma diferente, o que me isolou mais um pouco. Resultado, não conhecia ninguém.
Aos poucos, fui conhecendo mais pessoas, fazendo amigos, pese embora o facto de eu não ser de fáceis intimidades.
As notas foram sempre boas e não deixei nenhuma cadeira para trás. Estudei - estudei, é verdade - mas compensou. Andei meses a estudar quatro horas por dia, todos os dias, sendo que cheguei a estudar seis em altura de testes ou exames. Vale o sacrifício. Hoje, vejo os meus colegas com disciplinas atrasadas e a fazerem sacrifícios enormes que não fizeram durante o ano todo, incluindo, claro está, noites em branco, litros de café... Foi incomodativo, mas hoje descanso de consciência tranquila sabendo que o dinheiro que a mãe e o pai investiram em mim foi bem aproveitado e valorizado.
Aprendi imenso. Aumentei e em muito os meus conhecimentos. Sei coisas de que nem suspeitava o ano passado por esta altura, detalhes mínimos que fazem parte do nosso quotidiano, mas de que nem nos apercebemos da sua existência. Li mais de duas dezenas de livros, o que me enriqueceu enquanto pessoa e enquanto futuro profissional nesta área tão exigente.
Conheci o R. É inevitável não falar dele. Recordo-me da primeira vez que o vi, no auditório, das primeiras palavras que trocámos, do primeiro abraço, do primeiro almoço, do primeiro sorriso e das primeiras confidências.
Sinto uma enorme expectativa relativamente ao que virá para o próximo ano, uma agradável sensação quando constato que ainda posso viver muito ao seu lado. Por vezes, dou por mim a cogitar sobre situações que podem ocorrer, palavras que lhe posso dizer, momentos que posso propositadamente provocar com vista a auferir daí os resultados pelos quais tanto anseio...
Apesar de tudo, não estou ansioso pelo início das aulas, pelo contrário, e quero muito aproveitar estas férias. :)

7 comentários:

  1. Um bom balanço.
    Embora os excelentes resultados obtidos, foi de uma enorme importância para ti o contacto com uma realidade nova e diferente.

    ResponderEliminar
  2. ainda bem que esse balanço é positivo xD , parabéns pelo ano feito e para o ano há mais :D
    abraço eheh

    ResponderEliminar
  3. http://www.erepublik.com/en/referrer/ReiLusitano

    ResponderEliminar
  4. O tempo passa bem rápido. Também parece que foi ontem que me candidatei e já vou entrar no ano de finalista x)
    Bem espero que no próximo ano tenhas novamente um balanço tão positivo

    ResponderEliminar
  5. O facto de estares de férias não quer dizer que não estejas com o R.

    Pelo contrário, devias aproveitar este período para tentar estar mais com ele, mais descontraídos e longe do stress diário;)

    ResponderEliminar
  6. Compreendo que queiras aproveitar as férias ao máximo, afinal para alguém que se empenhou tanto ao longo do ano, estes dias são de aproveitar até ao último minuto. Mas porque é que não combinas nada com o R? Sem segundas intenções, despretenciosamente. Não deixes é que seja apenas a universidade a permitir que vocês estejam juntos.

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)