10 de março de 2018

Get Out.


   Sendo sincero, pensei seriamente em nada escrever sobre este filme. Nem tinha previsto vê-lo, até que os cinemas UCI resolveram reexibi-lo. E eu lá fui, como apreciador de terror. O terror que encontrarão, contudo, se se decidirem por Get Out, será bem mais psicológico. Esqueçam o sangue e os monstros, que só o verão, ao sangue, já perto do final, e em doses minuciosas, quase tanto como o instrumento cirúrgico.

  Não gostei muito do filme, não o achei particularmente bom, tão-pouco, daí que tenha alguma dificuldade em compreender quaisquer das nomeações para os Oscars. Daniel Kaluuya não foi além do que se pedia, e o que é se pede a um actor? Que seja convincente. O enredo não é diferente de outros. Digam-me lá quantas vezes, em filmes de terror, viram um carro atropelar um animal, uma pessoa ou uma entidade qualquer desconhecida? Depois, lá saem do carro e blá, blá, blá. Milhentas. Foi mais um filme, enfadonho, até, e pouco, muito pouco, assustador. Os mais sensíveis evitarão algumas cenas finais. Fora isso, eu defini-lo-ia como de suspense. Nós ficamos a tentar descortinar, ao longo dos 104 minutos, o que é que se passa de errado com aquela família estranhíssima, e staff..., e com o seu círculo de amizades. Aborda, pelo meio, as questões raciais, que também são tão caras aos realizadores norte-americanos. De uma forma surreal, como verão, mas fá-lo.

6 comentários:

  1. Não gosto de filmes de terror à data de hoje...

    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  2. Olá Mark. Não o vejo como filme de terror, mas suspense. Achei o filme muito bom ao nível da ideia. Assim que ganhar um óscar pelo argumento está muito bem. O actor principal não foi estupendo, foi competente (concordo contigo), mas na minha opinião é um filme bem feito e não é enfadonho, é lento mas tenso. Foi nomeado para melhor filme como enchimento e para calar minorias. Hollywood anda um bocado medroso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é de suspense, não é terror.

      Eu achei-o aborrecido. Não o considero mesmo nada de especial. Mas reconheço que se esforçaram por torná-lo em algo memorável.

      abraço, Silvestre.

      Eliminar
  3. é um filme ironico, mordaz, seco. não achei nada aborrecido, curioso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seco, sim. Não vi a ironia. É aborrecidooooo. Hahah

      Eliminar

Um pouco da vossa magia... :)