18 de junho de 2011

Teorias Bizarras


Não consigo ficar indiferente a determinadas coisas que vejo, leio ou das quais tenho conhecimento. Algumas chegam a provocar-me repulsa e indignação de tão reveladoras que são da ignorância e do preconceito. Refiro-me, desta vez, às recentes notícias vinculadas pelas imprensa que dão conta de uma possível relação homossexual de um jogador uruguaio que terminou o seu noivado por uma alegada traição com um homem.
Não sei o que se passou, não o poderia saber e sei tanto como qualquer leitor ávido: as notícias surgiram em vários jornais de referência. Todavia, o que me indigna - e em muito - são os típicos comentários que leio nas edições online de vários desses jornais. Ora bem, desde que o jogador é muito burro por ter trocado a mulher, lindíssima, por outro homem até que não se acreditam na história porque aquela mulher convertiria qualquer homossexual em heterossexual, de tudo pode ser lido nas referidas edições online.
Às vezes, não sei se chore, se ria. Comentários como estes, cujos exemplos citei, são indicadores de homofobia revestida de incredulidade e ignorância. Será um homem burro aquele que troca a mulher lindíssima por um homem, apenas por a mesma ser lindíssima? O facto de uma mulher ser lindíssima é impeditivo de que um noivado seja quebrado, sejam quais forem os motivos?
Relativamente ao segundo argumento, confesso que aumentou ainda mais a minha já grotesca perplexidade: uma mulher bonita converte qualquer homem gay, logo, os rumores sobre o jogador são falsos. As orientações sexuais não são passíveis de serem alteradas por capricho, conveniência ou mero acaso; todos temos uma orientação sexual que nos acompanhará pela vida. Ninguém se torna nisto ou naquilo: quem o é, é-o sempre, mesmo sem o saber. É bom que isto fique claro.
Não me irei deter sobre o rol de ofensas visíveis nessas caixas de comentários pois as mesmas não me merecem qualquer referência. É o habitual, o preconceito, o medo - direi mesmo - do costume. Quem teme, ofende. Golpe baixo.
Não sei o que se passará na vida do jogador e de milhares de pessoas em situações idênticas. Porém, se de facto o que se fala for verdade, não há qualquer explicação para o sucedido, muito menos estas demonstrações risíveis de preconceito infundado.

3 comentários:

  1. Acho que acima de tudo é ignorância. Normalmente, tem-se medo do que não se sabe. E depois ofende-se.

    ResponderEliminar
  2. Não estou totalmente dentro do assunto, mas já ouvi falar.
    No entanto o que quero referir é a questão dos comentários on line das notícias dos media: são um nojo puro e sinceramente não gasto um só segundo a lê-los. Vozes de burro não chegam aos céus.

    ResponderEliminar
  3. Há pessoas que não têm mesmo noção... -.-'

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)