1 de dezembro de 2017

Zé Pedro (1956 - 2017).


   Este será um dos obituários mais difíceis para um português fã do bom rock que por cá se produz. A notícia não causou estupefacção. Exactamente no mesmo dia, numa visita hospitalar à minha avó (que fracturou o fémur mas está bem), vieram à conversa os Xutos, acerca do estúdio imponente que têm, realidade tão diferente da do início da banda, no bairro dos Olivais, e até fui eu quem disse que, mais dia, menos dia, teríamos a informação do falecimento do Zé, que há muito lutava contra uma doença do foro hepático. Tristes coincidências. Se soubesse, não teria aberto a boca.

   Gosto dos Xutos. São uma banda paradigmática na música portuguesa desde o início dos anos 80. O álbum Circo de Feras, de 1987, e o que se lhe seguiu, de 1988, intitulado simplesmente 88, contêm as canções mais conhecidas, e popularizaram-nos. Gerações cresceram a ouvi-los. Os Xutos têm aquela capacidade de encher estádios, trinta anos depois, com velhos e novos à mistura. Serão, talvez, a banda mais intemporal e consensual. Quem tem coragem de não gostar dos Xutos?

   Eu, entretanto, pela minha idade, passei a adolescência com o Ai Se Ele Cai, do álbum Mundo ao Contrário (2004), mas Chuva Dissolvente, de Dizer Não de Vez (1992) faz parte daquele rock old school de que não prescindo.

   Não sei como ficarão os Xutos após esta partida. Perdeu-se o espírito do grupo - Zé Pedro era um membro carismático. Temos vários exemplos de bandas que se souberam reerguer. Os Queen, sem Freddie desde 1991, ainda actuam em parcerias com este ou aquele intérprete.
   Zé Pedro era mais do que o guitarrista da banda; não sendo o líder, sabia puxar pelo público como ninguém. Assumia sem pudores o seu passado ligado ao álcool e às drogas, e preocupava-se com essa mensagem pedagógica junto dos jovens.

   Nunca fui festivaleiro. Nunca vi os Xutos ao vivo. E só agora me dou conta dessa falha. Com o Zé Pedro, não mais será possível, infelizmente.
    E que ele possa dar os seus acordes lá na dimensão em que estiver.


* Uma pequeníssima nota de rodapé para dizer o seguinte: termina amanhã, dia 2, o prazo para que quem quiser participar no jantar de Natal, que estou a organizar, ainda o possa fazer. Cliquem neste linkou no gadget que encontrarão logo abaixo da minha foto de perfil, se se decidirem a vir. Despachem-se! :)

4 comentários:

Um pouco da vossa magia... :)