24 de dezembro de 2016

Feliz Natal.


   Estou confortavelmente sentado, defronte da árvore de Natal. Observo-a, enquanto procuro pelas palavras apropriadas para vos deixar. Num exercício de retrospectiva por textos publicados em pretéritos anos, constato que já abordei o Natal num enquadramento religioso e social. O lado menos bom - repare-se que contorno o termo "mau", dado que ganhamos sempre - de escrever é o de que, a páginas tantas, sentimos que tudo foi dito. Como não faço questão de me repetir, porque os meus pensamentos do momento, a cada ano, estão facilmente acessíveis à distância de um clique, e porque muito da minha nostalgia e da minha incerteza ficou patente na carta que recentemente publiquei, resta-me sublinhar o notório facto de estar aqui, decorrido um ano, teimosamente firme no leme, encarando o blogue sempre com o sentido de responsabilidade que ele vem adquirindo, quando mais fácil seria tirar um ano sabático. Falei acerca disso recentemente. Não há estímulo.

   Entretanto, é Natal também por aqui, por este espaço, que nem sei bem já o que é. Provavelmente será tão confuso quanto eu. Posto isto, que toquem os sininhos e as músicas natalícias, que venham as iguarias tradicionais, a neblina que enregela os ossos e a paz de dois dias, que nos dias que correm nem de dois dias é...

   A todos vós, um feliz Natal. Que o passem na medida do possível, entre familiares e amigos. Se algum o passar só, procure animar-se. Isto, escrito por mim, assume laivos de humor. Boas festas!





8 comentários:

  1. Finalmente publicaste fotos :) adorei, amei :)

    Feliz Natal Amigo

    Grande Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Publico quando me apetece. :) Sou uma pessoa da palavra.

      Obrigado, amigo Francisco. Que tenhas uma boa noite de Consoada e um excelente dia de Natal.

      abraço.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Obrigado, João. Feliz Natal para ti & avó.

      Eliminar
  3. Agradeço e retribuo.
    Feliz Natal também.
    Goze-o, partilhe-o e abuse dele, pois só para o ano é que há mais, não obstante as más línguas dizerem que Natal é quando uma pessoa quiser ... tretas ... ainda bem que assim não é!
    Procure fazer do próximo ano um ainda melhor, não deixe isso por mãos alheias!
    Manel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Manel.

      Efectivamente. O Natal não é "quando queremos". É agora, e por isso mesmo tem magia.

      Veremos como será o próximo ano. Veremos.

      Espero que a sua Consoada tenha sido passada em harmonia, desejando-lhe ainda um feliz dia de Natal.

      Eliminar

Um pouco da vossa magia... :)