7 de janeiro de 2015

Do frio e da vida.


    Manhã fria. Em criança, julgava-me adulto quando o ar expirado, em movimentos divertidos, ingénuos, rivalizava com a longa cigarrilha da mãe.

     "Olhe, mãe, olhe, também fumo!"

    Agora, tudo o que sinto são os pés assentes numa idade adulta que foge ao meu controlo. O impacto do ar gélido na testa, as mãos enregeladas, fechadas sobre si mesmas, procurando os bolsos desesperadamente (ou as luvas, por dentro do casaco). O piso, humedecido, torna-me instável, caminhando pesada e lentamente pelo passeio. Melhor fora que me agasalhasse bem. Enfrento, num assomo de absurdo, as minhas fragilidades. Um exercício perigoso, excitante. Jogo arriscado entre a juventude, que irrompe volta e meia, e a precaução típica de quem está acostumado a agir com a razão como conselheira.

     O mês será longo, envolto em anseios, conjecturas, na certeza da indefinição da vida.
     Nunca como agora me senti tão por minha conta. A isso, tenho por seguro. Quisera eu crescer em anos o que, impulsionado por sequências desastrosas, mais da responsabilidade de outrem do que minha, terei de amadurecer por ora.
      Com efeito, a vida é uma sucessão de maus momentos, atenuada por hiatos de aparências.

20 comentários:

  1. Engraçado eu fazia a mesma coisa com a minha mãe.

    Quanto à maior carga de trabalho, calme. Tenho a certeza que vai tudo correr bem. :)

    ResponderEliminar
  2. Nem tudo na vida serão maus momentos. Atrevo-me a dizer que é com os maus momentos que aprendemos e crescemos, mas também temos os bons momentos, para sermos felizes, para sorrir, para darmos uma boa gargalhada e porque não?, para dar um caloroso abraço, com o frio terrível que tem estado.

    Desapega-te do que te faz mal, querido Mark. És novo e mereces tudo o que de melhor a vida tem para te oferecer. Como diz Haruki Murakami:

    "A dor é invisível, mas o sofrimento é opcional."

    Beijinho e um forte, caloroso abraço para ti! ^^

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os maus momentos são interrompidos por interregnos de alguma calmaria.

      Obrigado, amigo João.

      um abraço grande.

      Eliminar
  3. Janeiro sempre foi muito frio. Recordo-me ir para a escola de manhã, e as poças de água estarem congeladas, isto nos arredores de Lisboa

    Tipico frio de Janeiro, só que as pessoas esquecem-se com uma grande facilidade das coisas

    Abraço amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É... um mês gélido.

      um abraço, Francisco. :)

      Eliminar
  4. De repente nos últimos tempos tens-te mostrado demasiado pessimista.
    És tão novo, tens uma vida promissora à tua frente, pensa positivo e vive a vida, caro Mark.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Difícil pensar positivo quando temos a personalidade a genética a lutarem do lado oposto. Mas tens razão, João.

      Eliminar
  5. Bem subjetivo sua postagem, Mark. Você deve estar passando por um momento bem apreensível na sua vida. São muitas novidades e mudanças e isso assusta mesmo.

    Espero que fique bem com vc.

    Um grande beijo e se cuide.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem sido um período de convulsões pessoais.

      Obrigado, Tiago.

      um abraço grande.

      Eliminar
  6. Engraçado, já eu tenho uma relação de amor e ódio com o frio.
    Sendo de uma região tropical, não cresci com as baixas temperaturas que deve estar acostumado nessa época. Meus natais e janeiros são bem quentes.
    Quanto a vida, prefiro ela bem quente, com hiatos de frescor. Vc devia tentar.
    Abraços!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, no hemisfério sul agora é Verão, enquanto que por cá estamos no pico do Inverno e das baixas temperaturas. Este Janeiro, particularmente, tem sido polar.

      um abraço, Sam. :)

      Eliminar
  7. It's always darkest before dawn.

    ResponderEliminar
  8. frio... se te contasse que agora durmo de cachecol, desde que me constipei e fiquei afónica (já estou melhor, mas a voz de 'oceano pacífico' ainda permanece)...
    e frieiras? ui!
    eu também fazia que fumava, em criança, enfim, uma brincadeira.
    fragilidades todos temos, cada um de nós terá de dar a volta e transformá-las em nosso favor. crescer, ter experiência, amadurecer. para além da escola e provavelmente de alguma consultadoria, ainda não te surgiram desafios na vida, em que terás contar apenas contigo, responsabilidades da vida de adulto :) irás lá chegar, não tenhas pressa :)
    bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este frio é absurdo. Devia ser proibido. :)

      Sem dúvida. Estou melhor preparado para uma adversidade, hoje, do que estava há cinco anos. Viver é aprender. Só que eu sempre disse: se pudermos passar ao lado da dor, tanto melhor. Parece que não. :)

      um grande beijinho!

      Eliminar
  9. Tenho medo deste frio todo! Rs. Aqui, hoje a noite, estava 31 graus. E espero que com o frio suas incertezas também passem!

    Grande abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Imenso calor por aí! :)

      um abraço grande!!

      Eliminar
  10. Plenamente de acordo com a tua frase final.
    Abraço ;)

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)