24 de agosto de 2014

Onze Perguntas, Onze Respostas.


   O Paulo, do blogue Sonhos Desencontrados, deixou-me um simpático desafio: o de responder a onze perguntas, sendo eu um dos cinco que nomeou. Estes desafios eram muito comuns aqui há uns quatros anos, de tal forma que, às tantas, nos recusávamos, melhor, me recusava. Estamos na silly season, também pela blogo, regressei a Lisboa, agora que parece que o Verão vem (menos mal... para quem ainda vai tirar uns dias), por isso, cá vai.

1. O que você não sai de casa sem?

O telemóvel, sobretudo. Cada vez são mais raras as vezes em que deixo o tablet em casa, logo, não tarda e é um dos objectos indispensáveis. Tenho imensas saudades do tempo em que a internet era apenas um reduto. Agora, com os smartphones e os tablets, persegue-nos. Há dias, vi algo que me assustou... uma capa de tablet para levar para... a praia... para a água, impermeável. Por favor, deixem as pessoas viver!

2. Qual é o seu animal favorito?

Eu gosto de todos os animais, adoro animais. Infelizmente, não posso ter mamíferos e / ou aves em casa. Se pudesse, teria um/a gatinho/a. Ando a magicar para ter um/a, mas não posso mesmo. :( Tenho uma tartaruga gorda há dezanove anos.

3. Qual é o seu sapato favorito?

Suponho que foi um lapso. "Calçado", presumo. Bom, um sapato casual, com atacadores, jovem. Não gosto muito de ténis, embora tenha, mas têm de ser pouco desportivos.

4. Produto de maquilhagem indispensável?

Não me maquilho. Cuido da pele, mas não é maquilhagem.

5. Qual é o seu maior sonho?

Bom, deixei-me de pieguices de amores & pessoas especiais, que não há. A humanidade é, por inteiro, a pior espécie animal que habita o planeta. 
Um emprego bom, concretização profissional. Ter a mãe perto de mim por longos anos, e os avós. Ir tendo saúde. Já são alguns sonhos. :)

6. Qual o seu maior defeito?

Apercebo-me de um que provoca algum sofrimento: a indecisão. Sou a pior pessoa para tomar decisões, seja no quotidiano ou em matérias importantes. Sou muito, mas muito pouco prático. Demoro uma eternidade a tomar uma decisão simples, como sair ou ficar, restaurante A ou B, camisa verde ou azul, mestrado ou Ordem, etc.

7. O que é que mais lhe irrita nas pessoas?

Quem sou eu para julgar...

8. O que mais gosta de comer?

Arroz de pato. É tão bom, assim gratinado por cima, humm. E bacalhau com natas, à Brás... Chega!

9. Doce ou salgado?

Doce.

10. O que te deixa feliz?

A felicidade não existe, como já expliquei por aqui, mas, deixando-me de concepções filosóficas, sinto-me bem numa tarde de Verão, numa esplanada, a comer um gelado, sem preocupações. E deixar-me-ia muito feliz viver fora de Portugal.

11. Escolha cinco blogues para responderem a este desafio.

Regra da praxe: nunca escolho. Deixo à consideração de cada um. Se nomeasse, seria bem mais de cinco blogues. :)

27 comentários:

  1. Já foi tempo em que estas "correntes" eram vulgares numa blogosfera tão diferente da actual-
    Penso já não haver lugar para estas coisas, msas vai-se sempre lendo o que os outros escrevem.
    Já tinha lido as respostas do Miguel e agora as tuas, e posso concluir que qualquer delas não me trouxe surpresas, pois ao fim de um certo tempo de convívio, mesmo que virtual, conhecemos as pessoas que estão desse lado razoavelmente bem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, e recordo-me dos "selos", ahahah. x)

      É, mas, de vez em quando, um 'desafiozinho' sabe bem. :)

      Eliminar
  2. Curiosidade... eu tenta esquecer-me do telemóvel em casa... dos dois de preferência (o pessoal e o profissional)... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu tento (maldito corrector automático)

      Eliminar
    2. Eu só tenho um, pessoal, e tento não me esquecer dele, até porque o uso para ouvir música... Estou sempre com os phones nos ouvidos. xD

      Eliminar
  3. Mas, olha que bacana! Do lado de cá também houve uma altura que era comuns esse tipo de coisa, acho que cheguei a responder um ou outro... se calhar ainda me empolgo a responder esse!

    È sempre uma oportunidade de conhecer mais um pouco sobre as pessoas! :-)

    Grande abraço e boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é um desafio simpático. Responda, claro, fico curioso! :)

      um abraço grande, Latinha, e uma boa semana para ti também!

      Eliminar
    2. Playmobil também estão entre os meus brinquedos favoritos, sempre que estou em algum shopping não resisto a dar uma espiada na loja e ver "as novidades" (ehehe). Aqui também temos os famosos jogos de tabuleiro, que sempre são muito legais, e eu tive videogame também.

      Quanto a bicicleta, ainda é tempo de aprender! É bem gostoso poder sair pedalando por ai... 8-)

      Abração

      Eliminar
    3. Eu queria aprender, mas ninguém tem paciência para me ensinar. :(

      Eliminar
  4. Já sentia saudades de ler um desafio destes. Talvez o faça no meu daqui a uns dias. ^^

    :3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu faço-os mais em consideração às pessoas que mos passam do que por gostar. x) Mas, como referi, às vezes ajuda, para mais agora, em que estamos na silly season, nos temas leves. Em Agosto, um texto sobre os Meninos de Palhavã, os filhos ilegítimos, mas legitimados, de El-Rei D. João V, era capaz de cair mal. LOL

      Eliminar
  5. Deve ser bom essa bacalhau com natas. Vou fazer aqui em casa um dia desses hehe. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faça, sim. É muito bom. :) Podes procurar umas receitas pela internet. Coloca "bacalhau com natas, moda portuguesa", algo assim. Ah, e "bacalhau à Brás" também é delicioso. Aliás, há inúmeras receitas de bacalhau. É um peixe que se come de todas as formas e feitios. Até cru, a célebre "pu**** de bacalhau".

      Eliminar
  6. Gostava destes tipos de desafios porque, querendo ou não, conhecemos um pouco mais sobre o blogueiro de uma maneira bem objetiva. E, realmente, era bem uma modinha há uns anos atrás. Agora faz muito tempo que não recebo. Quanto as suas respostas, também prefiro um doce e, de preferência, um bem gordo, please.

    Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É, são desafios que permitem que desvendemos um pouco mais da nossa personalidade.

      Muito bem! Então, estás oficialmente convidado a participar neste desafio. :)

      um abraço!

      Eliminar
  7. Boa Mark.
    Considero estes desafios diferentes dos "selos" e "correntes". Aqui não há: "passa pelo meu blogue e ...". Tem por finalidade melhor conhecer os bloguistas, estreitando os laços. Por exemplo, no meu caso, foi-me passado por seguidoras muito recentes, que como te disse, devem ser da tua idade e que em Coimbra estudam. Outras são ainda mais velhas do que eu. É um grupo animado, que me trás frescura nesta etapa. Não sei como nos cruzámos mas só o facto de ter jovens a quebrarem os vícios do facebook, manifestando exatamente os meus "vícios iniciais" para com a blogosfera,... logo "corri atrás" (expressão brasileira). Há um outro desafio interessante que quando responder também te irei passar. Estes dias... Dele já te falei num comentário mas o tempo voa. Um exercício de descoberta :) Abraço! (Céus... tive que ler de novo tudo o que escrevi: palavras a meio! Vou iniciar o ano letivo tão cansado!!!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São diferentes e engraçados. :)

      O facebook é substancialmente diferente do Blogger. É uma rede rápida, imediata, de consumo fácil. Mastiga-se e deita-se fora.

      um abraço :)

      Eliminar
  8. Fiquei a saber um pouco mais de ti ;)

    ResponderEliminar
  9. Bem, ainda gostava de saber como é que as pessoas conseguem ver no talbet na praia, com toda a luz do sol. Eu vejo-me e desejo-me para conseguir tirar uma foto com o telemóvel, porque não vejo nada... O meu namorado, que é um fã de ebooks, compra sempre um jornal para ler na praia, porque precisamente não dá para ler no tablet. Olha, são tudo apelos ao consumismo! LOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é o capitalismo desenfreado.

      Eu acho mesmo que tablets e afins não se devem levar para a praia. Haja alguma abstracção de tecnologia, pelo menos na praia!

      Eliminar
    2. Se há coisa que não consigo conceber é ir à praia sem um livro, ou um jornal ou revista.

      Eliminar
    3. Eu não conseguiria manter a atenção na praia. É um local que não é propício a leituras, quanto a mim falo. Só se for algo leve, como uma revista. Sei de colegas que levam os Tratados para a praia (Tratados = livros de mil páginas). Oh, God!

      Eliminar
    4. Nem tanto ao mar nem tanto à terra, Mark&Coelho...
      Eu gosto de ler, e levo sempre um livro. Aqui à tempo levei uma "coisinha" do José Rodrigues dos Santos, e o saco de praia pareceu-me ter mais uns quilos valentes...
      Livros sim, mas não podem ser muito pesados. Nem "pesados", como tratados. Estudar na praia é daquelas coisas que... não. Definitivamente :P

      Eliminar
  10. Não tens "cara" de quem gosta de arroz de pato... LOL

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)