3 de maio de 2014

VI Aniversário.


  A saga começou há exactamente seis anos, a três de Maio de dois mil e oito, frequentava eu o secundário e tinha horas mortas a mais. Creio que já o disse noutra efeméride de aniversário. Na altura, não imaginava o mundo em que estava a entrar. Escrevia para mim, mantinha-me alheio de terceiros, por ignorância das possibilidades que advinham de frequentar uma rede social diferente, mais intimista e pessoal, resguardada do fast food que existe na internet.

  Hoje, olhando para o passado, e não raramente o faço, excepto no blogue, vejo que cresci. Apurei a minha escrita, tornando-a mais adulta, menos espontânea. Afinal, amadurecemos, mudamos com os anos e com as experiências, desilusões, vivências que somamos.

  Mentiria se dissesse que este espaço me é indiferente. Cuido dele. Zelo para que não morra - perigo que não corre. Jamais me passou pela ideia abandoná-lo, até porque giro bem o tempo que lhe despendo. Tenho absoluta noção de que, considerando a minha faixa etária, é um blogue antigo ou perto disso. Talvez porque eu seja de fixar raízes, precisando de segurança, de estabilidade. Tudo o que envolve areias movediças me perturba. Se preciso for, passo horas a contemplar uma formiga que sobe um muro, o sol a pôr-se no horizonte, um cantoneiro que arranja o jardim. Sou monótono, sei lá. Aborrecido. E se nunca lutei contra qualquer característica pessoal, assumindo a todas, esta, confesso, já me levou a reflectir se devia ou não fazer um esforço para mudar. Cheguei à conclusão de que não. O sossego protege-me e permite-me que pense. Nunca quis ser y porque todos o são. Nada me esforço para ser eu próprio em todas as minhas actuações, em todas as áreas a que me dedico - rigorosamente todas.

  O blogue é o reflexo do que sou. Um pouco refinado. Serei mais efusivo ao vivo do que demonstro aqui. Conviver com os demais envolve, necessariamente, que sejamos condescendentes, solícitos, agradáveis. Por aí, vê-se que rio, brinco - embora só o faça quando me apetece e nunca para agradar. É consequência de conversas, momentos. No âmago, sou taciturno, com fases em que mergulho nos meus daydreams e é difícil sair. A genética fala mais alto.

  A conversa (confissão?) vai longa. Falei mais de mim que do blogue. Falar de mim é falar dele. São indissociáveis. Resta-me agradecer o vosso carinho, atenção e paciência em me acompanhar. Espero corresponder às expectativas (vá, também tenho direito a uma piada :D).

lots of love,

Mark

40 comentários:

  1. Respostas
    1. Aceito-os em nome do blogue. Obrigado. :)

      Eliminar
  2. Curto muito seu espaço virtual Mark! Quem sabe um dia a gente se encontra aí em Lisboa pra tomar um suco (vc) e uma cervejinha (eu), quem sabe :) rs Espero que comemore muitos mais anos aqui!

    Abraços!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gostaria. Quando vieres, diz algo. Ou quem sabe aí em São Paulo... :)

      Eliminar
  3. muitos parabéns Mark!
    Venham muitos mais seis!
    Continua, porque o teu espaço é único. Um dos poucos que eu não leio no tablet, na cama, antes de dormir, porque sei que tem de ser lido com uma atenção diferente :)

    Grande Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, com a mesma atenção, por favor. :)

      um abraço.

      Eliminar
  4. Monótono? Aborrecido? Não sejas tonto. És como és e ponto final. Aliás, somos todos diferentes e é por isso que isto é mais interessante. Tu trazes os assuntos de outra forma. Mais aprofundada e com um ponto de vista mais legalista. Mas isso não é mau. Não. De todo. É um meio diferente de trazer o assunto. É verdade que "perdemos" mais tempo a ler o teu blogue que muitos outros, mas ganhamos muito mais. Não só porque ficamos mais esclarecidos, como também, ficamos a pensar e abalar a nossas convicções mais profundas. E isso é bom. Não é monótono, nem aborrecido.

    E 4 anos é uma vida. Tomara muitos relacionamentos durarem tanto e o teu (este) está no bom caminho. Muitos Parabéns pelo espaço.

    Grande abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E às vezes, não tantas como gostaria, é verdade, abordo só a minha perspectiva. Essa está sempre presente.

      "Monótono e aborrecido" porque talvez seja menos espontâneo e, seguramente, menos extrovertido que a maioria dos rapazes da minha idade.

      São seis, na verdade. :)

      um abraço.

      Eliminar
    2. Tens razão, estava a pensar noutro número, por causa de outra situação :) Mas correcção feita e desculpa pelo erro :P

      Eliminar
    3. Qual erro, qual carapuça. :D

      Eliminar
  5. Muitos parabéns Mark :)
    O teu blogue és tu, sem dúvida. A tua escrita é inconfundível, muito adulta e sempre muito pertinente nos temas abordados. É de leitura obrigatória :)
    Gostei muito de te conhecer pessoalmente e não te achei nada "aborrecido"; achei-te muita graça até :)
    São maravilhosas as tuas aventuras :)
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu refiro isso.

      "Conviver com os demais envolve, necessariamente, que sejamos condescendentes, solícitos, agradáveis."

      Se eu estivesse caladinho, quieto, sem conversar e conviver, seria uma chatice. Claro que me divirto porque estou a gostar. :D

      um abraço.

      Eliminar
  6. Mark:
    Parabéns pelo 6º aniversário do teu blogue.
    Gosto muito de te ler. É um bom hábito, este que eu tenho, de te visitar e poder pensar sobre o que escreves e muitas vezes aprender contigo.
    Grande abraço e todo o carinho do
    Pedro.

    PS: Lots of love.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu é que aprendo com vocês - e muito. Ajuda-me a sair do meu mundinho.

      um abraço, Pedro.

      Vê se voltas à blogo.

      Eliminar
  7. Dear Mark,

    Muitos parabéns! :-)
    Ena, tantas ocasiões para celebrar. ahah
    Gosto muito de vir aqui e é quase um "ritual" o esperar pelo próximo post. :-)

    Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, este ano falei do aniversário, pronto. A efeméride do surgimento do blogue tenho assinalado desde 2009. :) Gosto de o fazer.

      Oh, vocês são uns queridos, todos!

      um abraço.

      Eliminar
  8. Parabéns por mais um aniversário amigo Mark :)

    E, continua por cá, senão levas nas orelhas lololololololololol

    Abraço amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Continuarei, certamente. :)

      um abraço, Francisco.

      Eliminar
  9. parabéns ao teu blogue, Mark :) sim, seis anos é uma grande idade. amadureceste nestes dois anos e picos que te leio, claro que sim, é natural. o blogue, tal como tu, cresceu. cresceram os dois, lado a lado, um na vida real, outro na virtual.
    e como não há o perigo deste canto desaparecer, iremos ter o prazer de continuar a ler-te :)
    bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Margarida. :)

      um beijinho.

      Eliminar
  10. VI aniversário?!

    UAU *.*

    Isto existe?

    Beijoo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahah, acho que os romanos não faziam distinção entre numeração ordinal e cardinal. Como desde sempre tenho escrito esta efeméride em numeração romana, ficou. :D

      um beijinho.

      Eliminar
    2. Nino, a admiração era por ser o sexto. Não pela numeração. Toda a gente sabe que és de Direito. Damos-te o desconto da cena romana xD

      Eliminar
    3. Ahahah :D Sim, já são seis. Nem parece. :)

      Eliminar
  11. E não é bom ser diferente?
    Continua a contemplar a beleza do microcosmos ;)

    Eu, aqui te deixo um grande abraço de parabéns.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim, desde que a diferença não seja forçada. :)

      obrigado, Paulo, um abraço. Espero que esteja tudo bem contigo e com os teus familiares.

      Eliminar
  12. Olá Mark! Que posso dizer que ainda não tenha sido dito? Queria desejar-te os parabéns e inúmeras Felicidades pela façanha! Escrever um blog, como tu o fazes, há tanto tempo é um feito extraordinário! Espero que continues por cá, sempre a partilhar um pouco de ti!

    Beijinho e um grande abraço:3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nenhuma façanha. :) Escrever por aqui é um prazer, de outra forma o blogue já teria perecido por desinteresse e consequente abandono.

      Não considero um grande feito. Só a vontade e pouco mais. :)

      obrigado, um abraço e um beijinho.

      Eliminar
  13. Eita ! Refinado? ahuahuahah, ok. Deixa ti dizer que gostei do blog... não é à toa que estou sempre lendo algo aqui, espero que vc não deixe o blog morrer mesmo, isso é algo que jamais deixarei que aconteça com o meu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei o que "refinado" quererá dizer aí no Brasil. Há palavras cujo significado muda. Espero que seja algo bom, ahah.

      Oh, obrigado pela atenção Dernier. :)

      Eliminar
    2. Vc tem minha atenção sempre seu gato do caramba!!! HUUAHUAH

      Eliminar
  14. Parabéns Mark!! XD

    Sem dúvida que estes blogues acabam sempre por ser o reflexo das pessoas que os escrevem e acredito, mesmo, que seja esse o teu caso. Eu acho, e já te disse, que escreves maravilhosamente bem e tens um muito bom coração a palpitar nesse peito! (lol, isto saiu-me bem!)

    ;D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, tão querido. Simpatia tua, Rúben. :)

      Eliminar
  15. parabéns pelo blog :)
    escreve-se eu também como tu escreves e eu seria o maior da minha aldeia :)
    abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tivesse eu a tua vida dinâmica e preenchida e seria o maior da minha cidade. :)

      É tudo tão relativo. :)

      Obrigado, Aaron. És um querido.

      um abraço.

      Eliminar
    2. eish, que exagero :P
      gosto de não parar muito, mas nem sempre isso é positivo.. e se quiseres consegues tornar a tua vida dinâmica como a minha, até mais, já eu, por mais que queira não ficarei a escrever bem, posso melhorar sim, mas não me fará bom escritor :P

      Eliminar
    3. A principal finalidade da escrita é passar uma mensagem. A linguagem cumpre esse propósito oralmente. Nesse sentido, escreves como podes e como sabes. O que verdadeiramente releva é que consigas transmitir o que queres e que os destinatários entendam. Quanto a isso, acho que te sais muito bem. Claro que não defendo que se descure o cuidado com a ortografia, longe de mim, mas escreves à tua maneira. Não escreves mal. Agora digo eu: "Eish, que exagero!" :)

      Sou um crítico acérrimo de quem passa a vida a emendar os outros. Cada um sabe de si. :)

      Eliminar
  16. Sobre o teu blog já disse tudo no passado recente.
    É um dos blogs imprescindíveis, para mim, na actual blogosfera, com a tal interligação fundamental entre o texto (sempre bem) escrito e a caixa de comentários. É isso que dá "vida" a um blog.
    Parabéns pois.

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)