3 de janeiro de 2014

Notas.


    Início de ano, tempo de fazer o balanço do primeiro semestre. Graças ao novo regulamento de avaliação, que nos possibilita concluir as disciplinas sem a necessidade dos exames correntes deste mês, dispensei todas as provas, ou seja, nada farei durante as próximas semanas. Ócio, querido ócio! Não obtive o resultado que queria a uma das cadeiras, pretendendo fazer a oral de melhoria que, em princípio, terá lugar no início de Fevereiro. Ontem, soube a última das notas. Não sendo brilhante, está feita, discutindo ainda se farei a oral ou não. 

    Não pus em causa a ausência à aula de hoje para receber o teste. Por favor, já no dia três? Não, de todo, além de que aquela zona da cidade me provoca náuseas gigantes e ansiedade que se reflecte em dores abdominais.

   Surpreendentemente, em anos, não sei o que faça. Estou no limbo entre pegar nos livros e melhorar as cadeiras todas ou deixar aquilo arrumado nas prateleiras. Estudar era tudo o que queria evitar porque, de facto, estou cansado, não no sentido de fadiga, mas de preguiça em ler e aplicar-me. A par disso, sinto que ando a desperdiçar anos de vida na faculdade. Há tanto por fazer e por conhecer! Caindo em mim, apercebo-me de que pouco ou nada conheço além do meu pequeno mundinho. Sou inexperiente e imaturo em questões práticas da vida e muito enriqueceria se colmatasse essas lacunas que, persistindo, jamais permitirão que me torne um homem. Não tenho urgência em crescer por definitivo, visto que até acredito que somos incompletos na nossa génese, sujeitos a construções e desconstruções contínuas proporcionadas pela experiência que adquirimos. Sinto-me incompleto para a minha idade, o que não basta para me tirar o sono, que é tranquilo.

   Custa-me remar ao sabor da maré, fazendo as melhorias porque sim, porque o mercado quer, porque enriquece o currículo, porque é o que se espera de mim. Em contrapartida, sei que a vida lá fora não é fácil para alguém que não sobressai do manto espesso. E que só vinga quem tem algo mais a acrescentar. Se me conformo à rotina porque sou terreno, pessoa que se fixa naturalmente a situações e lugares sem sobressaltos, algo que germina - desde sempre - provoca-me um inconformismo latente.

   Disseram-me, há tempos, uma pessoa próxima, que a confusão está toda na minha cabeça e que o mundo é bem mais simples. É provável que tenha razão. Sou perito em complicar o que me rodeia, tornando o primário em intrincado, colocando obstáculos onde, originariamente, não existiam.

   Pudéssemos trocar o cérebro que temos por outro ou mudar umas coisinhas aqui e ali em alguns lobos (Egas Moniz pensou nisto há décadas num período negro da história da medicina).
   Em todo o caso, dou o semestre por terminado com sucesso.

28 comentários:

  1. ""//
    Parabéns Mark, acaba um Semestre e que venha outro, de preferência sem náuseas...
    //""

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, João. Sim, de preferência. :D

      Eliminar
  2. Feliz Ano Novo Mark! Parabéns pelo semestre e pelas notas. Procure descansar um pouco também depois desse ano cansativo porque depois tem mais ainda né?

    Abraços!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado. Feliz ano novo para ti também. :)

      Sim, falta outro semestre para concluir a licenciatura. Oh, eu não preciso de muito tempo para repousar. Estes dias pelas 'festas' foram o suficiente.

      um abraço.

      Eliminar
  3. Um dia de cada vez :)

    Há tempo para tudo, acredita que sim :)

    Abraço amigo Mark

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero bem que sim, Francisco. :)

      abraço, amigo.

      Eliminar
  4. Podes aproveitar estes dias de "folga" para ires organizando a tua agenda, com calma. Dizeres que queres explorar o Mundo, conhecer mais e mais é muito vago... É preciso pensares, com calma e com tempo, nas coisas. Podes aproveitar para fazer uma reflexão mais profunda e descobrir o que queres mudar na tua vida e como alcançar esses novos objectivos que definas para ti.

    A partir daí, é só partires rumo a uma nova jornada! ^w^

    E já agora, Parabéns! :3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho de ver o que vou fazer nestes próximos tempos. :) Não dará, seguramente, para explorar o mundo ou até mesmo o país, mas sempre posso divertir-me de algum modo.

      Obrigado, João. :D

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Obrigado, Shiver. :) Para ti também.

      Eliminar
  6. Eu cheguei a ir melhorar 15s, porque naquela disciplina em específico, sabia que o 15 era pouco para mim. Noutras, dava graças aos céus por ter o 10...

    Não te atormentes com as notas. A rapariga da minha turma que tinha as notas mais altas, no mundo do trabalho é um 0 à esquerda... as notas sao importantes, claro, mas não São tudo.

    Grande abraço, e bom ottium :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também já melhorei 15s, sobretudo àquelas cadeiras em que sei mais e cujo resultado considero inapropriado, além de que as melhores notas são obtidas através de orais. :D Nos exames escritos eles são muito cautelosos em dar notas...

      Felizmente não tenho nenhum 10. :D

      Eu sei que não são tudo e agradeço por já estar 'quase' a acabar. Nunca quis ser um escravo das avaliações...

      um abraço grande e obrigado. :)

      Eliminar
  7. Mark, somos incompletos na nossa génese, mas também faz parte de nós questionarmos se o que fazemos é o mais correcto num determinado momento. Não estás a perder os melhores anos da tua vida, porque todos os anos poderão ser 'o melhor ano' se assim o quiseres. Estás a traçar um plano e a definir prioridades, e por isso não acomodes com o lugar que tens, porque tu nunca foste pessoa de o fazer. Resumindo, atira-te aquilo que te capitalizará mais vantagens no futuro. E se achares que é as orais, força aí!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu creio que o que faço de momento é o melhor para mim e nem sinto que esteja a desperdiçar tempo ou energias com a faculdade. Apenas acho que despendo muita atenção nos estudos, pondo o resto de parte. A meta é licenciar-me e tenho algumas ideias para o futuro, para os últimos seis meses deste ano que agora começa. Veremos se é o que quero de facto.

      Por enquanto, talvez faça algumas orais de melhoria, sim. :)

      Eliminar
  8. Para já, muitos parabéns pela conclusão do semestre. Depois, só deves melhorar, aquilo que achas que consegues, e achas que deves, melhorar. Mas acima de tudo, pensar que todo o sacrifício de hoje, será recompensado amanhã (no meu caso não vejo grande recompensa mas pronto lololol o factor cunha é determinante). Sobre a aproveitares mais a vida... o que é isso? Conheço tanta gente que aproveita, aproveitou, a vida, e só fez asneiras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Namorado. :)

      Esperemos que compense... Oh, o factor cunha é realmente determinante... :|

      Aproveitar mais a vida até, mas não só, em viajar, por exemplo. Admite-se que nem conheça Paris? Eu não vou para lado nenhum. Entretanto, vi uma entrevista no Youtube, há dias, em que a Cristina Ferreira (apresentadora ao lado do Manuel Luís Goucha) dizia à Judite de Sousa que viajou pela primeira vez de avião aos trinta anos. A cara da Judite muito admirada (que mereceu o meu olhar de desdém porque nem todos têm as mesmas oportunidades). Mais tarde sorri porque tive a sorte de andar de avião aos oito anos pela primeira (e única) vez. :)

      Eliminar
  9. r: é mesmo... se bem que as mulheres também ganham menos dinheiro..

    ResponderEliminar
  10. r: mas como te disse, elas têm que ter algo que compense o facto de receberem ordenados mais baixos, ou não? xD

    ResponderEliminar
  11. Eu acho que devias sair, divertir mais, brincar, sair à noite xDD agora mais a sério, faz algumas melhorias e diverte-te também já que tens tempo! vá, um grande abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sair à noite, não! LOL Eu não gosto muito de espaços de diversão nocturna. Há dias, ou melhor, ontem mesmo, alguém me disse no Skype de que não gostava de bares & discotecas porque não estava 'relaxado'. LOL

      Obrigado pelos conselhos e um abraço. :)

      Eliminar
  12. Mark
    tu tens tido um curso imensamente brilhante e não é uma ou outra melhoria de nota que vai alterar essa situação.
    Por outro lado é maravilhosa a tua humildade ao reconheceres que "Há tanto por fazer e por conhecer! Caindo em mim, apercebo-me de que pouco ou nada conheço além do meu pequeno mundinho. Sou inexperiente e imaturo em questões práticas da vida e muito enriqueceria se colmatasse essas lacunas que, persistindo, jamais permitirão que me torne um homem."
    É isso que deves fazer pois isso é muito importante na tua vida futura.
    E tu vais ser um grande homem, como aliás já es...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, muito obrigado, João. :)

      Sou muito inexperiente. Não tenho nada a ensinar e tenho, pelo contrário, muito a aprender. Refiro-me aos aspectos da vida.

      Eliminar
  13. um semestre já lá vai, parabéns.
    outro seguirá num piscar de olhos e muito trabalho. daqui a nada é verão e acabas a licenciatura. o mundo abre-se a ti, embora nada fácil. nada o é sem trabalho. e depois, daqui a nada apercebes-te que passam num instante 10, 20 anos...
    bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Margarida. :)

      Já o sinto. Os anos passam demasiado depressa. Muito mesmo.

      um beijinho.

      Eliminar
  14. Parabéns, Mark, pela conclusão do semestre com excelentes notas certamente. Por isso, relaxa um pouco e vive o que a vida tem para te oferecer. Nem tudo é trabalho, nem tudo é diversão, é no equilíbrio é que está o segredo de uma vivência plena e diversificada.

    Abraço, Mark.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Arrakis. :)

      Os teus conselhos sempre úteis. :)

      um abraço.

      Eliminar
  15. Eu também tinha um regime de avaliação semelhante ao teu e acontecia-me sempre "despachar" logo à primeira todas as cadeiras. Mas depois entrava nas mesmas dúvidas que tu aqui expuseste! Verdade seja dita que depois acabava por fazer melhoria a algumas...

    Achei mesmo engraçado este texto, parecia que me estava a ler a mim! lol

    Grande Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este regulamento é novo! Antes não era assim: até podias ter 20 de avaliação contínua, mas ias SEMPRE a exame final. Multiplica isto por 4 ou 5 por semestre, não por ano! Por isso é dos cursos mais difíceis, agravado naquela faculdade.

      Ahah :D

      um abraço grande.

      Eliminar

Um pouco da vossa magia... :)