21 de janeiro de 2013

Na mira.


   No primeiro ano, costumava almoçar na faculdade. Depois das aulas, frequentemente íamos para o bar conversar e brincar um pouco. Os tempos do colégio não distavam assim tanto e o peso da responsabilidade não era tão visível. As risadas eram comuns e até o comportamento dos professores demonstrava mais abertura e descontracção. Não raras vezes interagiam connosco num registo informal. Sinto saudades.
    Estabeleciam-se vínculos, sendo quase inexistentes os muros que hoje se erguem e nos distanciam. Talvez por isso, estranho o à vontade de algumas pessoas. 
 
    Há pouco tempo reparei na atenção de um rapaz. O que começou por ser um olhar fixo, momentâneo, revelou-se persistente. Comendo algo no bar, sentou-se na mesa em frente e passou a refeição observando-me ostensivamente. Uma vez que não gosto de olhar com insistência - detestando que mo façam - acho mais do que natural levar a minha vida sem atentar para este/a ou aquele/a. A dado momento, senti-me incomodado. Dias depois, nos átrios e nos corredores, passando por mim, manteve a dita postura, repetindo-a nesta época de avaliações. Evidentemente, qualquer coisa apitou por aqui... É fácil identificar e ser identificado. Além disso, dúvidas existissem, vê-lo na companhia de um determinado indivíduo dissipá-las-ia num ápice.

    Poderia abordar-me. Por que motivo não o faz? Teme a minha reacção ou não tem nada para me dizer?
  Não noto um olhar inquisidor - provavelmente curioso, insistente. Eu não conseguiria ser assim e fico verdadeiramente estupefacto que o consigam. Se me dirigisse a palavra, seria educado e cordial. Não o fazendo, seja discreto.

    É tão inteligível que dispensa explicações.

40 comentários:

  1. oh se calhar o moço acha-te piada e não tem coragem :b

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, não sei, mas a verdade é que olha e olha... Até a tomar um remédio qualquer olhava, à medida em que bebia a água. LOL

      Eliminar
    2. Se queres que te diga, nem reparei! :D Já o evito a todo o custo porque consegue mesmo ser indiscreto e incomodativo! :s Mas parece-me um rapaz normal. :)

      Eliminar
    3. São tão constrangedores esses momentos xs Esta-me sempre acontecer isso, e a minha reação é ficar apatico, fingindo que nada esta acontecer mas ter a noção do que se esta a passar. E depois aprecio o moço ^^

      Eliminar
    4. oh :p
      e eu a pensar que vinha aí casório (se bem que nem sei qual é a tua orientação) Ahah :b

      Eliminar
    5. LOL, priceless! :) Não, casório não vem. Quero terminar os estudos, arrumar a minha vida e depois logo se vê! (;

      Eliminar
  2. Duas coisa:

    1. Se o moço te tinha na mira, foi porque alguma coisa o deve ter interessado, e talvez a tua reação/não reação tenha sido dissuasora. Se da próxima vez que ele te olhar lhe responderes com um sorriso talvez ele tenha coragem de se aproximar :)

    2. Não há tempo para o amor. Essa forma compartimentada de olhar a vida assusta-me um pouco (e já me provocou grandes mágoas). A faculdade e o "arrumar" da tua vida não são impeditivas para absolutamente nada. Terás tempo para estudar, namorar, estar com amigos... sempre. A vida é isso mesmo, feita de todas estas coisas, e só assim tem sentido pleno.

    Abc

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu limitei-me a ficar impávido porque ele não manifestou nada mais além do olhar. Se tivesse sorrido, eu teria correspondido. Aliás, nem demonstrei desagrado. Sou uma pessoa simpática. :)

      Oh, quanto ao segundo ponto, eu respondi brincando. Jamais evitaria fazer algo devido à faculdade. Faço o que fazia quando estava no secundário... Bom, talvez faça significativamente menos, mas isso é compreensível. :)

      Eu acredito que ele quisesse abordar-me numa perspectiva de amizade e é nesse sentido que encarei tudo, nada mais. :)

      abraço. '-'

      Eliminar
  3. Hummm ;)
    Não estará o moço à espera de um sinal teu?
    Creio que é isso...
    Mas tu não lhe dás chance :(

    Abracinho ternurento, querido Mark.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei. É natural que eu fique apreensivo... Na volta sorrio-lhe e vira-me a cara. LOL


      abraço. '-'

      Eliminar
    2. Sorri.

      Mas depois promete que contas o que aconteceu - depois do sorriso ;)

      Aposto que não te vira a cara.

      Sou maroto, não sou?
      ;)

      abraço.

      Eliminar
    3. Correndo o risco de me precipitar, sorrirei quando o vir e olhar de novo. :) Não custa nada.

      abraço. '-'

      Eliminar
  4. Coitadinho do rapaz!
    Às tantas é tímido! ;)
    E todo este tempo está a tentar apenas ganhar coragem para falar contigo! Ou a tentar, esperançosamente, que sejas tu a dar o primeiro passo.

    Da próxima vez que o vires, perguntas-lhe o que se passa para ele te olhar tão intensamente. Com um sorriso.
    Como um verdadeiro cavalheiro que és. ^^

    Hughie :333

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me parece muito tímido. Ele terá consciência de que olha insistentemente. Acredita, acabarias por ficar constrangido como eu fico. :s

      Oh, obrigado. :')


      abraço. '-'

      Eliminar
  5. Só se é envergonhado ou não gosta de dar o primeiro passo. Eu sou assim. Mas se tiveres "lata" podes sempre abordá-lo e dizer "conhecemos-nos?"!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, não terei certamente. Também nunca fui de dar o primeiro passo em nada. :)

      Eliminar
    2. Há sempre uma primeira vez para tudo :P

      Eliminar
  6. :)

    Podes olhar e sorrir e ver o que acontece :)

    abraço:3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não que esteja curioso, mas já agora seria interessante desvendar estes olhares. :)

      abraço '-'

      Eliminar
  7. Como você também não gosto de olhares insistentes, ou vem e fala comigo, garanto que não mordo. Ou seja discreto ao me olhar. Pobre rapaz. Concordando com a galera acima talvez sorrir seja uma boa maneira de descobrir o motivo.
    Ei Mark, criei uma nova tag no meu blog, é sobre música! Espero que goste das indicações, um super beijo ;*

    http://venenosemacas.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente, Tainá. Eu penso assim: ou fala, ou seja discreto.

      Ok, passarei pelo teu cantinho. :)

      beijinho.

      Eliminar
  8. Cá para mim, ele anda a ver se lhe dás troco XD
    E isso de não teres reparado se ele é giro, também é sintomático, se calhar não lhe achas grande piada...
    Abraço Mark. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom, eu tentei agir com normalidade. Não reparei ao certo no seu rosto, mas consegui ver que é de altura mediana, bastante magro e com o cabelo ligeiramente comprido. :) Nem se trata de ter achado piada: se me abordasse, poderíamos ser amigos! :)

      abraço, Arrakis. '-'

      Eliminar
  9. eu também não gosto quando me fixam o olhar e não largam. como uso o comboio, reparo muito. eu também o faço, mas por outra razões, demoro-me nos pormenores, no ar cansado, no virar do rosto e nos olhos fechados após um dia de trabalho (ler é uma desculpa, :D, serve para disfarçar). será que as pessoas também se sentem incomodadas? é capaz...
    se ele continuar a insistir, ganha coragem e pergunta-lhe o que quer :)
    sim, pode ser introvertido e a cara fechada não é necessariamente símbolo de arrogância e antipatia. pode ser uma defesa.
    bjs. boas aulas. já tiveste as notas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, nos transportes públicos é muito frequente. É de passagem, por isso, suporta-se. Tratando-se de colegas, é um pouco incomodativo porque frequentamos os mesmos espaços. Sendo situações recorrentes...
      Não o queria abordar mostrando incómodo; não noto má vontade no seu olhar. O que eu gostaria mesmo de saber é o que ele quer. :)

      Sim, já tenho uma nota. Elas saem virtualmente no site da faculdade. Tenho um 13 a Processo Civil. Inscrevi-me em oral de melhoria (devo estar louco!, mas queria pelo menos o 15). xD

      beijinhos.

      Eliminar
  10. Cá no campo perguntar-lhe-iam na hora:

    "Olha lá, achas que eu tenho cara de fardo de palha?"

    Mas tu és demasiado educado para isso.

    lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. LOL, boa pergunta. xD

      Vou anotar para uso futuro! :D

      Eliminar
  11. talvez lhe falte a coragem que espera que tu tenhas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez... mas exceptuando os olhares e olhares, ele parece-me apático. Não tem reacção! Lol

      Speedy, volta! Andas tão ausente. :|

      Eliminar
  12. Au numa situação dessas nunca ficaria sem reacção; com sorriso ou mesmo com palavras tentava saber as suas intenções. E depois logo se veria...
    eu não consigo entender como umapessoa que é perseguido pelo olhar de outra, ainda não sabe se essa cara lhe agrada ou não, desculpa a franqueza, amigo Mark.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. João, estás à vontade de dizer o que pensas, pelo amor de Deus! :)

      Olha, nunca olhei bem para ele. Vejo que me observa porque o sinto, mas evito confrontá-lo da mesma forma.
      Não está tanto em causa se me agrada ou não. Como já disse, parece-me ser um rapaz absolutamente normal. E depois, não procuro nada. :)

      Eliminar
    2. Ai João ainda bem que te conheci. Estamos de acordo mais vezes do que às vezes esperamos. lol

      Eliminar
  13. Agora poderia ter ficado constrangido se tivesse sido eu a "lançar-te" tais olhares XP
    Estou a brincar.

    Normalmente quando isso me acontece baixo o olhar e fico envergonhado XP
    Mas se te deixa curioso da próxima vez sorri-lhe, depois disso vais conseguir ler muito melhor a reacção dele.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes, por momentos pensei que pudesses ser tu... como falamos... :) Seria um motivo plausível. Quererias abordar-me por me conheceres da blogo. :) Não és tu, sendo assim. '-'

      Eliminar
  14. A última vez que isso me aconteceu foi no combóio. Depois de ter adormecido por momentos quando acordo a pessoa em frente olhava fixamente para mim, e assim continuou até sair na sua paragem, uns 10 minutos depois. Depois apercebi-me que me tinha babado enquanto dormia... :s awkward!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahah, que engraçado! Olhava para ti talvez por isso. :D

      Nos transportes públicos acontece muito! :x

      Eliminar

Um pouco da vossa magia... :)