23 de julho de 2012

Os deuses estão loucos.


 Uma hecatombe sem precedentes atinge a pátria-mãe da democracia. Longe vão os tempos do apogeu helénico, em que conhecimentos e características eram absorvidos pelo mundo ocidental, curvando-se povos à sua sabedoria. Criasse-se outro trabalho a Hércules, que envergonharia os antecessores pela dificuldade de concretização e pelo estigma da derrota.
 Atenas perdeu o brilho, e a velha inimizade com Esparta deu lugar à rivalidade dos mercados e das bolsas, do capital e do investimento, do domínio germânico onde não há lugar para Ligas ou alianças. As esplendorosas pólis deram lugar a um país sem rumo, perdido no Mediterrâneo que outrora foi seu. Fatalismo que impeles para o domínio!

 Choram-se lágrimas no Olimpo. Hades é menos do que uma pequena divindade. Prefere-se o inferno à pior das misérias. Os Titãs não atemorizam e Zeus segue incapaz de enfrentar o mais temível dos adversários. Homero esconde a cara perante a vergonha à qual Platão não encontraria solução, nem Aristóteles suplantaria o mestre. Tanto Tucídides clamou pela tolerância e moderação, desenvolvendo-as Diódoto, que perante a rebelião de Mitilene aconselhou o bom senso aos gregos quando estes ponderaram mandar executar todos os revoltosos de Atenas.
 Uma execução sumária da crise não tiraria o então moderno Estado grego da ruína.
 Os deuses estão, definitivamente, loucos.

7 comentários:

  1. Para quem, como eu, tal como tu, presumo, admira tanto a civilização grega e a sua mitologia, é uma dor de alma o que hoje está a acontecer à Grécia.
    Mas, vamos ser honestos, o actual homem grego nada tem a ver com o antigo guerreiro, filósofo ou político; e a uma maneira de viver perfeitamente desfazada da realidade levou em parte a toda esta sociedade.
    Quando visitei a Grécia e já o fiz três vezes, tive uma enorme decepção com o que vi, com Atenas principalmente (tirando a Acrópole, é óbvio)e com o povo grego, que me pareceu perfeitamente idiota.
    Apenas gostei verdadeiramente das ilhas.

    ResponderEliminar
  2. Francisco: Ver a situação actual da Grécia é doloroso. :/

    João: Infelizmente não conheço a Grécia. É um país que me seduz por todas as características que enunciaste: a sua História, mitologia, a sua contribuição filosófica e cultural para o mundo, etc. No entanto, também temo essa decepção, num dia em que eventualmente visite o país. Creio que não só a Alemanha como também todo o mundo ocidental tem um dever para com a Grécia, o que vai muito para além da mera ajuda num quadro eurocomunitário; devemos ajudar a Grécia porque sim! É inconcebível ver desmoronar um país como a Grécia.


    abraços a ambos <3

    ResponderEliminar
  3. Mark, os deuses estão loucos? não concordo, os mortais, esses, sim, enlouqueceram diante dos deuses dinheiro, mercado, lucro; os deuses gregos, perante esse cenário, devem é estar furiosos.
    bjs.

    ResponderEliminar
  4. Margarida: Furiosos e impotentes. :(

    beijinhos :*

    ResponderEliminar
  5. Os deuses não estão loucos. Os homens é que perderam a fé... ou encontraram outros deuses mais terrenos.

    Adorei o texto!

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)