15 de maio de 2012

"You look tired", they say.


 Gostava de me sentir leve e solto. Essa frescura, mormente matinal, acompanhava-me pelo resto do dia, se bem iniciada com um copo de sumo de laranja natural. Era tudo quanto me bastava para ser feliz. Bom, para ser sincero, uns scones simples também iam muito bem. Quando queria - e para variar - colocava leite bem frio na tigela amarela do bonequinho sorridente, com Estrelitas.
 Findo o café da manhã, passava pelo espelho, ajeitava o cabelo ao som de uma qualquer música ligeira que ainda tocava no pc e saía para as aulas. Tinha tempo para mim, tinha tempo para saborear cada minuto do dia. Existia.
 O ritmo universitário alterou o panorama algo idílico em que vivia. Há dias em que tenho olheiras. O café da manhã não sabe ao mesmo e as Estrelitas já reclamaram comigo, questionando-me se já encontrei outra espécie de céu. Confinadas à despensa, esperam pelo fim do seu prazo de validade.

 (Afinal, as estrelas também têm "validade")

 O que me distingue de uma boa maioria é o facto de me recusar a ser escravo do que escolhi, mesmo tendo a noção de que caminho no sentido oposto ao que sempre defendi peremptoriamente. Chamo-lhe de distracção lúcida. A ideia de que enquanto estiver consciente posso parar, leva-me a tentar manter o ritmo.
 Não devemos ser escravos dos nossos estudos, dos nossos empregos, da nossa vida. A última finalidade é a de sermos felizes, já que cá estamos. Tenho uma concepção muito própria de viver e não abdico dela. Mesmo correndo riscos por ousar pensar numa sociedade automatizada.
 As Estrelitas concordam comigo.


13 comentários:

  1. Gosto de ler e reler o que escreves.
    É que tem outro sabor...
    Eu sei o que vai na tua mente, quando te apressas e nem sequer valorizas 'as coisas' que te são queridas.
    A calma de um pequeno almoço tomado com tempo, saboreado - com estrelitas - versus a necessidade de seres melhor no saber que procuras dominar...
    Bom seria poder usar o tempo como se fosse elástico - ora mais um pouco, ora menos...
    Mas nunca deixes de saborear a vida - que eu saiba é só uma (dizem) e vale a pena ser saboreada!
    Um abraço... e que a vida te sorria como tu mereces :)
    Gosto-te tanto!

    ResponderEliminar
  2. É aquela "coisa" estranha a que chamamos evolução...

    ResponderEliminar
  3. Pedro: Exacto. As responsabilidades com os estudos tomam-me todo o tempo disponível e toda e qualquer vontade de pensar em outra coisa... :/ Preciso de férias, é isso... :)

    Awwwn, obrigado pelo carinho. <3
    Abraço! :33

    João: Sabes, é uma "evolução" estranha. Antigamente, vivia-se melhor com mais calma. Não sei até que ponto esta "evolução" foi benéfica. :/
    Abraço. :33

    ResponderEliminar
  4. Concordo em pleno com as estrelas...

    Elas tem a sua razão :)

    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  5. é necessário um balanço, entre a responsabilidade do que temos à nossa frente e o respirar fundo, saborear o nosso tempo. é essencial termos uns bons minutos só para nós, para o excelente pequeno-almoço, na maravilhosa tigela, sem pressas...
    (o meu tempo preferido também é o do pequeno-almoço, sempre em casa, todos os dias há muitos anos).
    bjs.

    ResponderEliminar
  6. Excelente reflexão e progresso. Sim, quantas coisas importantes existem neste nosso mundo e que acabámos por ignorar?
    Olheiras... há sempre o corretor para as mesmas (Yes!) porque ainda que exausto devemo-nos apresentar no nosso melhor.

    Saudades tuas lá pelo blogue.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  7. Francisco: És amoroso. :)

    Abraço! ^^

    Margarida: Infelizmente, não tenho tido tempo para nada... :/ A minha vida está muito condicionada pela faculdade. :(
    Beijinho. *

    Paulo: Nunca usei corrector de olheiras porque nunca tive olheiras... até este último semestre. É uma ideia a considerar!... :)

    Abraço. ^^

    ResponderEliminar
  8. Olá! Eu sinto-me num constante turbilhão e não tenho tempo para nada... Valham-me os dois cafés seguidos de manhã para vencer as olheiras...

    ResponderEliminar
  9. Olá Blog! :33

    Dois cafés? :O Whoow! Eu bebo um, quando bebo, e é uma adrenalina só. :)

    Abraço. ^^

    ResponderEliminar
  10. Olá Mark!

    Obrigado pelos votos, espero que sim... ^^

    Gostei desta reflexão, deixaste-me a pensar... :P

    Hughie! ^w^

    ResponderEliminar
  11. Olá Hórus!

    Espero que já estejas melhor. :)

    hughie :33

    ResponderEliminar
  12. É verdade que vamos crescendo, e que novos desafios obrigam-nos a mudanças nos nossos hábitos e rotinas, mas ainda bem que manténs um conjunto de princípios e lhes és fiel.

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)