7 de fevereiro de 2012

O meu novo dossier.


 As aulas recomeçam em breve. Para mim, cada paragem significa bem mais do que uma simples interrupção; é o iniciar de um outro ciclo, trazendo novidades e surpresas.
 Irei às compras. Desta vez, seguindo o conselho de algumas pessoas, optarei por um dossier. Fui demasiadas vezes para a faculdade carregando os cadernos, pesados, no braço. Um dossier, para além de mais prático, permitir-me-á tirar apontamentos ao mesmo tempo que faço resumos para os testes: os apontamentos serão os resumos, uma vez que, modéstia à parte, tiro bons apontamentos nas aulas.
 Em criança, quando comprava um dossier novo, entrava feliz no colégio. Pequeno ou grande, de uma cor ou de outra, teria apenas de me deixar ansioso por utilizá-lo, colocando os separadores por disciplina e carregando-o com folhas novas prontas a serem escritas.
 Fiquei ansioso por ver o que irei comprar. Estou a criar expectativas relativamente à compra de um mero dossier, quiçá umas canetas e alguma coisa que veja e me interesse. Será, no fundo, uma necessidade de inovar, de começar algo diferente.
 Quando olho para trás, depressa me apercebo da impetuosidade do tempo. Antigamente, tudo parecia ocorrer mais devagar. A vida processava-se naturalmente, sem que desse conta de pequenos pormenores. Os dossiers, assim como o restante material escolar, surgiam na minha vida sem que programasse a sua compra.
 Segunda-feira recomeçarei as aulas, não de sorriso nos lábios, mas com o meu novo dossier.


8 comentários:

  1. Resquícios de um consumismo que perdura, hehehe...

    ResponderEliminar
  2. Oh, é apenas um dossier para as aulas. x)

    ResponderEliminar
  3. O que eu gosto é a tua capacidade de te impressionares com coisas pequenas. Eu adoro valorizar as coisas que os outros nao valorizam, dar importância às pequenas coisas e acontecimentos. Tal como isto :) E isso é muito importante.

    Hugs e... nice shop :)

    ResponderEliminar
  4. Aww, obrigado. :)

    Eu "vejo o mundo" em coisas mínimas. Sou assim desde criança.

    Hugs! ^^

    ResponderEliminar
  5. Não deixa de ser curiosa a completa diferença, eu usei sempre o mesmo dossier durante toda a faculdade, e gostava imenso dele, com o ar usado e as pontas a descolarem.

    ResponderEliminar
  6. Eu, se usasse o mesmo dossier durante toda a licenciatura, tenho quase a certeza de que chegaria ao fim com o mesmo num estado, digamos, "apreciavelmente bom". x)

    ResponderEliminar
  7. no meu terceiro ano experimentei levar o portátil e nunca mais quis outra coisa...os meus apontamentos eram bons, mas com o pc percebi que eram apenas um terço do que podia escrever se levasse o portátil.
    A minha experiência com dossiers foi desastrosa lol ñ tenho capacidade de organização suficiente.

    ResponderEliminar
  8. Ahahahah, eu, pelo que conheço de mim mesmo, não conseguiria tirar tantos apontamentos com um portátil como tiro à escrita manual, apesar de "teclar" com eficácia. :D
    Também não tenho boas recordações dos tempos, no colégio, em que utilizava dossiers. Ficava com a sensação de que tudo estava desorganizado... Contudo, o lado prático dos dossiers levou-me a optar por um. Era demasiado peso e assim fico com a vida facilitada. (:

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)