28 de janeiro de 2012

Diz-me que és quem eu quero que sejas.

 Diferentes, porém iguais.

 Sim, ouvi-o um milhão de vezes. Queremos encontrar o tal perfeito. Perfeito porque o nível de admissibilidade é para nós o patamar mínimo de perfeição. Não, pode não ser perfeito, mas convém que seja assim (longa descrição enfastiante...).
 Procurei o melhor para mim, tão bom quanto possível, de preferência que sobressaísse ao primeiro olhar. Mais ou menos como quando olhamos para o céu, de madrugada, e logo fixamos o olhar na estrela mais luminosa que encontramos no firmamento. Está bem, consigo admitir que não olho imediatamente para a estrela mais brilhante que vislumbro, o Sol, mas as estrelas mais cintilantes conseguem atrair a minha atenção e o Sol apenas o sinto de dia.
 Às vezes, aquela estrela que brilha bem mais afastada da Terra, quiçá a uns bons milhares de anos-luz de distância, consegue ser mais antiga e especial. Também as pessoas que não se manifestam entusiasticamente nem por isso perdem o interesse.
 Um frasco de chupa-chupas em forma de biberão. Alto, largo, cheio de chupa-chupas de todos os sabores e cores. Em criança, via-o bem maior do que efetivamente o era. No seu interior, todos os sabores mais vendidos encontravam-se à superfície. Eram os preferidos dos clientes. Naquele dia, não mais havia morango, kiwi, banana ou laranja. Mexi, remexi e voltei a mexer e encontrei um chupa de limão. Oh, limão, "eu não gosto de sabor a limão". Provei. Era saboroso e nunca mais quis outro sabor.
 O limão perde para o morango, como a praia perde para o campo, e eu nunca consegui entender estas distinções.
 Gostaria que me dissesses que és quem eu quero que sejas, mas, se souberes a limão, aprendi a saber que também gostarei do teu sabor.



7 comentários:

  1. *-* amei!!
    Adoro a maneira de como relacionas-te os chupa-chupas e as estrelas com o facto de encontrares uma pessoa especial :)
    E sabes quanto a encontrar alguém especial..eu percebo-te.
    Demoramos muito tempo até encontrar aquela pessoa especial.
    Eu,felizmente,encontrei a minha :)
    Ele não é perfeito mas está lá perto e sou muito feliz com ele.
    Eu acredito a 100% que tu também vais encontrar alguém muito especial,que te ame como és e que,apesar de não ser perfeito,terá um lugar muito especial no teu coração :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  2. Adorei =)

    E sim, sou quem tu queres e mesmo que não seja, limão serei e sei que irás gostar XD lol

    ResponderEliminar
  3. Lindo seu post *-* Adoro o português de Portugal, é tão mais romântico, embora 'fechado' um pouco.
    Gostar de alguém com suas particularidades é um grande aprendizado que a vida dá pra nós. Quando não tem morango sempre surge um limão. *

    ResponderEliminar
  4. eh pa, isto está qualquer coisa. Brutal. Curiosamente limao é o meu sabor favorito, mas falas aqui do diferente muito bem e mais profundo do talvez tu mesmo penses.

    "Também as pessoas que não se manifestam entusiasticamente nem por isso perdem o interesse." -escreves tu, e é verdade, embora eu prefira que se manifeste sempre. Mas adorei a forma como continuas e vais aos chupas em forma de biberao e como ficaste a gostar tanto de outro sabor.

    Hugs :)

    ResponderEliminar
  5. as estrelas mais interessantes não são aquelas que brilham para si próprias, mas antes aquelas que têm o dom de nos conseguir iluminar...

    tenho algumas teorias por acaso em relação a isso...

    ResponderEliminar
  6. Mais importante do que a pessoa ser aquilo que tu queres que ela seja, é importante que a pessoa seja aquele pedaço que te falta e te completa.

    ResponderEliminar
  7. Tu já descobriste que ninguém é perfeito. Já começaste a desmistificar os conceitos que tinhas de vida, da sociedade, das diferenças entre a "vida real" e aquela em que viveste [neste aspecto, fazes-me lembrar a Rapunzel, no último filme de animação que fui ver ao cinema há 2 anos atrás].

    Seja o R. o X. ou o Z. o que importa é que tu sejas feliz e ele seja feliz contigo. Um relacionamento avança ao ritmo que tiver de avançar, não precisas de acelerar o passo por "obrigação". Tomando como exemplo o teu relacionamento com o R. , vocês evoluíram bastante. No início fazia-te confusão a sua simplicidade e punhas em causa se seria possível existir um futuro a dois, já que pareciam co-existir em dois mundos tão opostos. Com o tempo descobriste que sim, que era possível. Deste por ti a tolerar algumas atitudes mais "normais" dele, começaste a dar os primeiros passos rumo a um novo mundo, repleto de novas sensações e experiências. Até permitiste-te ouvir músicas que não sendo do teu gosto, te fizeram sentir mais próximo dele. E isso é tão bonito! Da parte dele ele sempre te tratou com carinho e muito respeito. Creio que ele ainda não "avançou" [a não ser naquele fatídico dia em que estava a curar uma ressaca] porque tu estás no "topo do pedestal" dele. Ele gosta imenso de ti e tem-no demonstrado de diversas formas. Talvez seja a primeira vez que ele sinta algo assim por um rapaz e não sabe lidar com a situação. Talvez ele se sinta confuso e com medo de perder a tua belíssima amizade [tal como aconteceu entre mim e o Nuno]. Sim, existem muitas incertezas. Tanto da tua parte, como da parte dele. Mas tenho a certeza que, aconteça o que acontecer, evoluem ou não para um relacionamento amoroso, este rapaz é um anjo que entrou na tua vida. ^^

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)