19 de setembro de 2011

Poderíamos conquistar o mundo, talvez, à nossa maneira.


Não sou muito ambicioso, já o fui. Claro que explorar o mundo parece-me divertido, para mais tendo-te do meu lado. Meio utópico, tratando-se de explorar efetivamente o mundo. Mas, sabes, gostaria de sair daqui e viajar, conhecendo novos lugares. Guardo ainda, em mim, um lado sonhador, infantil. Uma síntese do Peter Pan e de mim próprio, sendo que nunca gostei do Peter Pan. Ficou o eu próprio, vezes demais.





Tu e eu é sempre mais do que o sonho pode conceber. Porque o sonho nunca é tão nítido quanto a realidade, assim como os beijos reais são melhores do que os idealizáveis pela nossa mente. As experiências vividas mais intensas também, embora possamos, sem dúvida, sentir o vento rompendo a nossa pele num sonho, se o quisermos.
Hoje perguntaram-me o motivo de gostar tanto da Mariah. É como se me perguntassem porque gosto de ti ou porque existo. Há coisas verdadeiramente inexplicáveis. O motivo pelo qual gosto de ti nem eu o consigo explicar; o motivo pelo qual gosto da Mariah também não, mas o facto de ser uma das melhores cantoras do mundo e esta atuação é elucidativo, não achas?


7 comentários:

  1. Não gosto muito dela (...se não me engano foi a Mariah que disse à uns anos atrás que tinha inveja das crianças em África que passavam fome porque eram magrinhas e tudo lhes servia e por isso nem sabiam o quanto isso era bom), mas tenho de admitir que é uma excelente cantora com uma voz única e por isso tão famosa.
    Desculpa a sinceridade :)

    ResponderEliminar
  2. Anónimo, lamento que não se tenha identificado. Em primeiro lugar, não acredite em tudo o que lê nas revistas do social ou na internet. Eu soube dessa "polémica", contudo desvalorizei-a totalmente. Não sei se a Mariah terá dito verdadeiramente isso. Ela já participou em imensos projetos de apoio social e já teve, ela própria, nos anos 90, um campo de férias para crianças ou algo similar, salvo erro na designação. Parece-me improvável que tenha dito algo horrível como aquilo que lhe atribuíram. Em segundo lugar, apesar de, segundo as suas palavras, "não gostar dela", reconhece-lhe o talento inegável e as capacidades vocais únicas, o que já de si é ótimo.

    Fique bem.

    ResponderEliminar
  3. Exatamente, O meu reflexo. :)

    ResponderEliminar
  4. Voa e aprecia.

    Sê esse Peter Pan. As justificações são desnecessárias!

    Abraço.

    ResponderEliminar
  5. Paulo: Obrigado. ;) Abraço. ^^

    ResponderEliminar
  6. Este gostar é mágico.

    Se tivéssemos que explicar tudo de forma científica ou racional, deixávamos de ser humanos e de sentir a magia e a beleza das coisas.

    Gosta-se e pronto.
    Sem dúvida!^^

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)