16 de julho de 2011

Sim, sinto.



Sim, sinto aquela doce inveja sempre que vejo um casal de namorados exibindo o seu amor. Sou tomado por uma sensação de que aqueles poderíamos ser nós num qualquer outro mundo, talvez mais simples, onde tudo não precisasse de ser tão pensado, premeditado, mascarado.
O casal que vi hoje deveria ter a nossa idade. Ela agarrava-o pelo pescoço enquanto o beijava ternamente nos lábios. Ele, masculino, passava as mãos pela cintura dela, apertando-a contra o seu corpo. Invejei-a, sim, invejei-a por momentos com todas as minhas forças até porque ela não era nada de especial. No entanto, vivia o seu momento como se de uma rainha se tratasse. Ele também.
Nós também, fosse menor a tua culpa.


9 comentários:

  1. Tens de ter paciência... já lhe disseste que gostas dele?

    ResponderEliminar
  2. Isso é porque ainda não viste nada!

    ResponderEliminar
  3. Esses fatos também me causam inveja, pelo fato de que eu jamais poderia agir assim em lugares publicos...
    Mas relaxa, as melhores coisas acontecem quando menos esperamos...
    Forte abraço!

    ResponderEliminar
  4. Dá tempo ao tempo...o momento chegará, estou certo disso.

    ResponderEliminar
  5. Não sei se te conforta, mas eu, que sou heterossexual, nunca tive oportunidade de o fazer. A minha dor é aquela falta de confiança que me faz pensar "porque não comigo? O que é que me falta?". Tu pelo menos pode estar com as pessoas com quem gostas. Admirar o olhar, sentir o toque, o cheiro... Aprecia cada momento que passas com ele. Cada toque. Até estares preparado para dizeres o que sentes. Não deixes de o fazer, porque se não o fizeres podes te arrepender amargamente, e da maneira como falas dele, não tenho dúvida que o farás.

    ResponderEliminar
  6. Sei perfeitamente o que é esse sentimento que falas. Vivemo-lo (nós e tantos outros) diariamente. :(

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)