20 de fevereiro de 2011

Tarde de Compras


Ontem resolvi tirar o dia para mim. Fui às compras, sozinho. Apeteceu-me estar apenas comigo. Às vezes necessitamos de um tempo só para nós, um bocadinho em que estejamos sossegados, fazendo o que nos apetece. Precisava de refletir sobre algumas coisas da minha vida e, se bem que muitas pessoas o façam isoladas, prefiro ir às compras. Reflito melhor quando estou num shopping cheio de pessoas.
Acordei, tomei banho, bebi uma chávena de café com leite e fui por essa Lisboa fora. Não fui apenas às grandes superfícies, mas também às lojas tradicionais, ao comércio de rua, principalmente na Baixa. Vi algumas coisas que me interessaram; outras nem tanto. Comprei presentes para as pessoas que me são queridas: comprei um perfume para a mãe, um casaco para a avó, uma blusa para a mana, uma camisola com capuz para o mano (ele é assim todo desportivo nos dias informais) e mais umas coisas para outros familiares. Não é Natal, mas apeteceu-me.
Desliguei os telemóveis. À hora do almoço passei num restaurante e almocei. Há imenso tempo que não almoçava fora, sozinho. É ótimo. Não ouvir ninguém na nossa mesa e não estar dependente das vontades de terceiros é do melhor que pode haver.
Da parte da tarde fui ao Centro Vasco da Gama. Passei na loja da Nike e comprei uns ténis / sapatilhas que achei o máximo. São um modelo, estilo bota, em cinzento, que adorei. Fui à Pull & Bear e comprei mais dois pares de calças skinny, pretas e ganga normal, modelo ultrajusto. Entretanto, tive fome e fui até ao Mac para comer uma daquelas saladas que eles têm. Não é que sejam fantásticas, do mais saudável que existe e nutritivas, mas não têm carne. Voltei.
Gostei deste programa comigo e irei repetir, com toda a certeza. Serviu para colocar as ideias em ordem e decidir o que pretendo fazer em relação a determinadas situações. Decidi - e bem - que não vou fazer nada. Vou apenas afastar-me e ignorá-lo. Afinal, eu sou mais eu e existem imensas pessoas interessantes por esse mundo fora, porventura até mais.
Continuarei a seguir o meu caminho como sempre o fiz. E não pensem que estou triste ou desapontado: não estou.
Sinto-me bem, aliás, muito bem. :)

23 comentários:

  1. Puxa, comprar, gastar nos faz um bem prazeroso... isso não tem preço, aliás noto o preço quando a fatura do cartão de crédito chega... pula essa parte...
    Forte abraço!

    ResponderEliminar
  2. Por pouco que não nos cruzávamos no Vasco da Gama. Eu e o Diogo andámos por lá. Já deves saber o que se passou, certo?

    ResponderEliminar
  3. Ro: O meu cartão é de débito, logo, não há esse perigo, eheh. (:

    Tia: Por pouco mesmo. Andei lá de tarde.
    Sim, já sei. :(

    ResponderEliminar
  4. gosto desse espírito Mark. O que vier, que venha por bem. Não há necessidade de ficarmos presos a algo que (ainda) não temos. abraço

    ResponderEliminar
  5. Speedy, é mesmo esse o meu pensar. (:

    Abraço ^^

    ResponderEliminar
  6. Foi um bom dia e uma ótima decisão.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  7. Compras... best therapy ever ;)
    Agrada-me saber que não sou o único a apreciar momentos de solidão!

    Boa semana

    ResponderEliminar
  8. tiago, às vezes é bom estarmos sozinhos. Fez-me bem. (:

    Boa semana para ti também.

    ResponderEliminar
  9. Mm, tenho de experimentar um dia ir sozinho às compras. Costumo ir com amigos, porque sou um desastre nas compras -.- Não é que eu tenha mau gosto, porque, pelo que me disseram, até tenho bom gosto, mas como quando era novo muito raramente saía, não conheço lojas nenhumas (excepto a Pull & Bear... Nessa loja encontro sempre algo que me fique bem hehe xD)

    Bom, cada um tem a sua forma de reflectir. Acho que fazes bem em tirar umas horas apenas para ti, de vez em quando. Normalmente eu sou do tipo de pessoa que diz: "não vou desistir". Mas, no que toca a certas coisas, quando não está a dar e vemos que só estamos a perder o nosso tempo, é preferível seguir em frente do que ficar preso sempre ao mesmo interminável e cansativo ciclo.

    E acabando com este testamento (lol) desejo boa sorte para o futuro :D

    ResponderEliminar
  10. Ragdoll, eu quase sempre saio com amigos ou familiares. Raramente vou sozinho às compras, o que vai mudar. Gostei mesmo muito. (:
    A Pull é uma das lojas de que mais gosto a par do El Corte Inglés. Tem roupa que faz o meu género.

    Podes escrever os "testamentos" que quiseres, ora essa! ^^

    Fica bem.

    ResponderEliminar
  11. Estou a ver que tenho mesmo de experimentar... ;p

    Tem cuidado com as liberdades que me dás em relação aos "testamentos" haha. Eu já me esforço imenso por não escrever um texto demasiado extenso nos comentários, mas se me ponho à vontade com as palavras, nunca mais daqui saímos xD

    ResponderEliminar
  12. Eu quando comento, escrevo muito ou pouco dependendo do que tenho para dizer, por isso, estás à vontade. :D

    ResponderEliminar
  13. Pois, eu também sou assim: escrevo dependendo do que tenho a dizer. O problema é que eu tenho sempre demasiado a dizer... XD

    Mas pronto, não te preocupes, que não vou deixar de comentar. Mas vou continuar a ter cuidado para não fazer comentários demasiado extensos, senão só te canso a vista xD

    ResponderEliminar
  14. Acho que fizeste bem, todos precisamos de um tempo para nós mesmos e mesmo quando se namora e se tem aquela pessoa especial, tirar um tempo para tratarmos de nós também importante. O que é demais enjoa e além disso, se não gostarmos de nós, quem gostará? =p

    Abr

    ResponderEliminar
  15. Ragdoll, não me cansas a vista. Estou habituado a ler no pc. (: Escreve sempre o que te apetecer, seja pouco ou muito. (:

    Miguel: Mesmooooo! :P Vou tirar mais tempo sozinho a partir de hoje. (:
    Abraço.

    ResponderEliminar
  16. Uma vez ou outra sabe-nos bem passear e pôr a nossa cabeça/coração em ordem..
    Fizeste muito bem*
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Ena tanta compra...
    Compras mais coisas num dia do que eu num ano inteiro.
    Estou-me a referir a compras para mim e para ofertas.
    Farto-me de gastar dinheiro em compras para a casa: comida, coisas necessárias para a manutenção e serviços - é aí que se vai o meu dinheiro...
    Eu não ligo a compras, definitivamente.
    Mas respeito quem goste...e pode, claro.

    ResponderEliminar
  18. Pinguim: LOL (:
    Eu compro muito, é um facto. Sou muito consumista. Deve ser da idade.
    E, sim, as casas levam imenso dinheiro. A mãe gasta uma boa percentagem do dinheiro na casa...
    Abraço.

    ResponderEliminar
  19. o tempo que passamos connosco é essencial! nem que seja para ir às compras... ou decidir não fazer nada, para continuar em frente. os pontos finais têm essa vantagem: podem ser o princípio do parágrafo, o fim de uma frase/período, mas também o fim do texto. e há textos cuja leitura nem nem valia a pena ter começado.

    abraço

    ResponderEliminar
  20. Zoninho: Passei a valorizar o tempo que passo comigo de outra forma. (:

    Abraço. (:

    ResponderEliminar
  21. É bom gastarmos tempo connosco, dedicado apenas a nós. Mas às compras... que seca! Ahahah, desculpa, para mim compras é sempre uma tortura.

    ResponderEliminar
  22. Faltou uma ida a um spa para te mimares! :)

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)