13 de janeiro de 2011

Uma Questão de Estética


Ontem tivemos casa cheia. A mana e o esposo vieram cá a casa jantar, assim como os avós, dois tios, o mano e eu. Bom, não foi uma casa completamente cheia, mas já éramos bastantes. Pelo menos deu para ter a mesa minimamente composta de rostos humanos. Geralmente, só eu, a mãe e a Ana é que jantamos juntos. O Pedro está sempre com a namorada... Quando a mãe tem algum jantar de negócios, janto com a Ana.
Os jantares com a mana mais velha dão sempre em conversas sobre moda, beleza e estética. É vaidosíssima, puxou à mãe (também não posso falar muito...). A um determinado momento, começaram a falar sobre cirurgias estéticas. O Victor (esposo da mana) e o avô estavam entediados com aquelas conversas absolutamente inúteis para a grande maioria dos homens. Eu estava a adorar, mas o meu caso é um caso à parte. Ahahah. :)
O que, no entanto, mais me surpreendeu, foi quando a mãe disse que tem ponderado recorrer a uma cirurgia estética. Fiquei verdadeiramente Wtf?!, primeiro porque a mãe - e não é por ser a minha mãe que digo isto - é linda, bem feita e super sedutora; em segundo, porque não tinha a mínima ideia de que precisa de uma cirurgia. A mãe alegou que gostava de tirar umas pequenas gordurinhas que tem localizadas no abdómen. De facto, depois de três partos e já sendo uma mulher madura, é natural que existam diferenças. Mas eu nem tinha notado essas pequenas gorduras de tão insignificantes que são. Perguntou a nossa opinião. Eu concordei totalmente. Sou absolutamente favorável à cirurgia estética. Só os avós discordaram. A mãe também anda influenciada por duas amigas que já foram à faca. Uma aumentou o peito. Parece que tinha complexos em não poder usar decotes porque de mamas saía ao pai. E, ao que consta, o marido não se excitava muito com as mamas dela (o que as mulheres dizem umas às outras, ahahahahahahahah). A outra fez uma lipo (lipoaspiração), que é o que a mãe quer fazer. Por mim, faça o que entender. Eu próprio adorava fazer uma cirurgia estética, apesar de ser muito novo para isso e não saber a que parte fazer. É que sinto-me muito bem comigo, tanto física como mentalmente. Gostava apenas pela experiência. Ah, mas quando for velho não hesitarei nem um pouco. Começa tudo a descer e eu ficava a contemplar?... Na na ni na não! Vai à faca e pronto!
Dei por mim a pensar que Deus foi generoso para mim em vários aspectos. Vejamos: há com cada uma que põe colagénio nos lábios e ficam tipo monstras. Eu, por seu lado, já nasci com um colagénio natural. Deus foi muito generoso com os meus lábios. Como uma amiga minha diz, tenho «boca de bobó» (ahahahahahahahah, eu não escrevi isto!). Em relação às bochechas, imensas pessoas colocam botox porque têm a face lisa e sem graça. As minhas bochechas, todavia, têm umas saliências naturais que adoro. Um outro aspecto é o rabo empinado que meio mundo nesta blogosfera quer. Eu tenho uns glúteos bem feitos. O meu rabinho é estreitinho, mas bem empinado e rechonchudo. Ahahahahahah Os ares da faculdade têm agudizado o meu lado mais descarado. Ando a comprar uns jeans bem apertados que já despertaram olhares por aqueles lados, incluindo o tonto do R. (lembram-se no anfiteatro? Até fiz um post). :P Sinto que estou a voltar aos anos loucos da minha adolescência...
Pois bem, a mãe diz que quer marcar uma consulta e eu já a informei que pretendo ir com ela. Tenho uma determinada curiosidade neste mundo estético.
Só espero que a mãe, caso decida ir em frente, fique mais sensual e arranje um outro padrasto para mim, porque com este já não se podeeeeeeeeeeeeeeeeeee.... (velho, chato e estúpido).

11 comentários:

  1. Tu e os teus Armanes e Jines... É certo que cuidar do higiene e do look é imprescindível nos tempos que correm mas eu, pelo menos, nunca iria
    à faca ;)

    ResponderEliminar
  2. Também já pensei na cirurgia estética para corrigir um ou outro defeito, mas mais tarde.
    Desculpa o descaramento, mas essa tua descrição deixo-me "de água na boca".

    Fica bem.

    ResponderEliminar
  3. "boca de bobó" loooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooool xD
    essa vai entrar nos anais da blogosfera. mas realmente tens uma boquinha, a julgar pela foto de perfil, humm. xD

    ResponderEliminar
  4. Tomás: Thank u very much. :)

    ResponderEliminar
  5. Eu acho que ir à faca não deve ser uma decisão tomada de ânimo leve, e deve ser de último recurso, tipo Tribunal dos Direitos Humanos (esta piadinha é direta para ti, Mark!).

    Por outro lado, acho que tomaste a decisão certa em teres apoiado a tua mãe, o suporte familiar é muito importante e tu estiveste à altura. Agora não se metam nas mãos de um qualquer talhante, há por aí dois ou três bons e o resto são balelas.

    ResponderEliminar
  6. Eu já mentalmente tinha admitido uns lábios de bobó (como tu lhe chamas) e que eu prefiro no vernáculo: lábios de b*****, numa pessoa pública, uma actriz de cinema, hoje já velhinha, mas que na sua plena maturidade me faziam pensar, por serem uns lábios canais, nessa utilização - Jeanne Moreau!
    Não imaginarias, pois não?

    ResponderEliminar
  7. Coelhinho, obrigado pelo conselho. És tão, tão querido. :)
    Tens razão, mas de qualquer forma só irei "à faca" quando tiver no mínimo 40 anos. Lol ;)

    Pinguim: Não, de todo. Não me passava pela cabeça. A senhora tem, de facto, um bom par de lábios. :)



    lots of love para todos ^^

    ResponderEliminar
  8. Mark,
    Por que não sugere para sua mãe os médicos brasileiros? Eles têm fama de serem os melhores do mundo... Mas sendo ou não verdadeira a fama (nunca usei os serviços de nenhum deles...), o importante é que assim você terá uma ótima desculpa para visitar o Brasil.
    Abraços.
    Marcelo B. Pires.

    ResponderEliminar
  9. Marcelo, há quanto tempo! :)
    Eu adorava visitar o Brasil, esse país lindo e maravilhoso. O pai viveu uns anos no Rio, por isso, sempre ouvi falar muito do país irmão.
    É verdade, no Brasil existem os melhores cirurgiões estéticos do mundo. :)

    Abraço forte. :)

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)