5 de setembro de 2010

Amar-te...



Os dias de Sol do início de Setembro revelam um Verão que começa a dar sinais do seu fim. As tardes ganham um ar dourado, mágico e calmo. O ambiente propício à nossa viagem pelo sul de Espanha. Recordo-me de percorrermos o Algarve até chegarmos à Andaluzia. Tenho saudades do azul de final de tarde, dos campos de mato pálido e do ar quente e abafado de um Setembro promissor. Foi tão difícil convencer a mãe a deixar-me ir contigo. Ainda sorrio quando me recordo da birra que fiz, temendo o pior. «São tão novinhos ainda! Há quanto tempo tirou a carta?» - dizia, desesperada. Tive de lhe contar que, apesar de tudo, tinhas dezanove anos e até eras responsável. Para além disso, conduzias bastante bem. Foi um passeio, um passeio longo, é certo, mas não mais do que isso. Foi o meu melhor Verão. O mais desejado, o mais recordado, o mais vivido. Vivi como uma pessoa comum. Apanhei frio, uma vez que as noites arrefeciam, apesar de me pedires que vestisse o casaco; comi mal, apesar de pararmos para jantar; respirei poeira da estrada, apesar de saber que não me faz nada bem. Não te aponto nada. Sempre te preocupaste comigo e revoltava-te saberes que poderia adoecer por uma eventual culpa tua. Porém, eu precisei de arriscar, de ultrapassar o meu limite. Se a mãe soubesse... Foi tão bom viver sem regras, sem horas, sem etiquetas do que é bom ou mau, certo ou errado.
No fundo, amei-te. E...
Amar-te é desejar estar perto de ti.
É olhar para as tuas fotografias e sentir um arrepio por toda a pele.
É querer beijar-te até se esgotar o ar que respiramos.
É querer abraçar-te por tempo indeterminado.
É não ter medo da morte...
....
....
....
...se com a sua vinda ficasse eternamente perto de ti.

4 comentários:

  1. É indescritível a beleza que colocas nos teus textos. Parece que vi a tua viagem (:

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. sem dúvida uma daquelas viagens que perduram na memória. De certeza que regressaste de coração e alma cheia. Tão bom

    ResponderEliminar
  3. Magnifica a experiência e ainda mais magnifica a sua descrição.

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)