2 de julho de 2010

O Filho do Senhor Drº (II)



Lembram-se do filho do srº Drº, o célebre Martim (aqui)? Bom, nem eu me recordava muito dele, não fosse a mãe ter recebido uma chamada do srº Drº na noite passada. A mãe, creio que já o disse aqui, sentiu-se um pouco encantada com o srº Drº, apesar dela insistir de que tudo não passou de uma falsa interpretação minha, para além do facto de ser casada com o fantástico e adorável marido, pessoa que, como devem entender, eu amo loucamente... Sim, eu não o considero padrasto, por dois motivos: primeiro, eu tenho pai, felizmente; segundo, não lhe atribuo a honra de dispor desse título sobre a minha pessoa.
O srº Drº, que a mim também não engana, andou um bom tempo interessado na mãe, mesmo sabendo que ela é casada. Os telefonemas, as flores enviadas para a empresa, o charme que lhe lançava, etc. A verdade é que tudo esmoreceu um pouco com o tempo, uma vez que a mãe se sente comprometida. Na verdade, a mãe não tem problema algum em casar outra vez. Ainda não o disse aqui no blogue, mas nunca é tarde... a mãe está casada pela terceira vez, sendo que o pai foi o seu segundo marido de jure (fora o Pedrinho, que é filho de um caso entre o primeiro marido e o pai...).
Ontem à noite, depois do jantar, o telemóvel da mãe tocou. Ela fez imensa cerimónia ao atender, mas eu notei logo algo de estranho na sua voz. O marido da mãe, aquele idiota, estava noutra divisão da casa. Depois de desligar, perguntei-lhe quem era, quando me responde que era o srº Drº a convidar-nos para um fim de semana na sua casa em Colares. Senti na sua voz que quer ir, porém, teme a reacção do marido. Que desculpa inventar? O que dizer? Por mim, tem todo o meu apoio. O srº Drº é um homem a sério: culto, educado, simpático e rico, sobretudo, rico. Mais do que o idiota. É verdade que a mãe não precisa, mas é sempre um excelente cartão de visita. Para além disso, é pai de 1, 90 m de simpatia e educação, o Martim, de quem eu não me importava nada de ser irmão por afinidade...
O tal fim de semana, extensível, segundo palavras do srº Drº, seria na próxima semana. Para mim, era o ideal. Que óptimo. No fundo, sei que a mãe também quer ir, afinal, o idiota não está à sua altura, muito menos à minha. É um ogre horroroso, periférico, que nem todo o ouro do mundo limpará as suas origens. Medo! No meio de tudo, conto com o apoio dos manos, que também não gostam do idiota. Aliás, ninguém gosta dele.
Espero que estes cinco anos com o idiota acabem. Tenho feito de tudo para arruinar aquele casamento. Mas, tenho a esperança de que o srº Drº dê o golpe de misericórdia, final e absoluto.

9 comentários:

  1. Olha que não. A parte que dá nos jogos de futebol e assim muita gente sabe, agora A Portuguesa toda não!

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Ahhh isso toda a gente sabe xD

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. E eu a pensar que sabias tudo xD

    Desculpa a curiosidade mas que curso estás a tirar?

    Beijo

    ResponderEliminar
  4. Quando era pequena queria ser advogada! :D
    A minha irmã está nessa área, vai fazer agora exame para a Ordem dos Solicitadores. Boa sorte ;)

    Beijo

    ResponderEliminar
  5. Sim vou agora para o 12ºano. Mas estou na área das ciências! :)

    De nada :)

    Beijo

    ResponderEliminar
  6. E estou lá mas não sou a melhor, então a Matemática é que me mata!

    Beijo

    ResponderEliminar
  7. Não sou péssima, mas tenho muita preguiça e não se pode ter em ciências. Mas tenho média para o que eu quero por isso :)
    Embora que fosse agora tinha ido para Artes que tive indecisa até ao dia da matricula.

    Beijo

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)