27 de julho de 2010

Conheci um Japonês ^^


Hoje de manhã, conheci pela primeira vez uma pessoa nipónica. É claro que foi através da Só, a minha amiguita maluca mas sem a qual eu não conseguiria sobreviver. Ela lá trava amizades com várias pessoas. Tem uma capacidade de falar, ouvir e comunicar, no fundo, que é verdadeiramente admirável. Conseguiu convencer-me a sair da cama às seis e quarenta e cinco da manhã, a mim, que jurei não sair da cama antes das onze durante as férias.
Ela participa em eventos de intercâmbios culturais, universidades de Verão, enfim, nessas actividades, o que lhe permite conhecer gente diferente durante quase todo o ano.
O ponto de encontro foi um café em Entrecampos. Fomos de metro até lá. Estive doente durante uns dias e, por isso, não me sinto muito bem para conduzir. Quando chegámos, estavam dois rapazes a conversar. Um deles era asiático, reparei logo; o outro, parecia português, mas afinal era italiano. O japonês falava português, uma vez que estava em Portugal desde pequeno. O italiano falava inglês, devido ao facto de não falar português e de nenhum de nós falar italiano. Fizemos as apresentações. A Só é muito prática e eu sou mais convencional. Bebemos sumos e ficámos um bom tempo a conversar. O japonês, o Masato, é uma graça. Adorei os olhos puxados e a simpatia. Que querido. Não parou de falar comigo. O italiano, o Lorenzo, era mais distante e falou mais com a Só, talvez por conhecê-la há mais tempo e por, como eu reparei, ser um sedutor para ela. Ainda demos um passeio por um jardim ali perto e eu gostei muito. Nem dei pelas horas passarem. Combinámos mais umas saídas juntos. O italiano veio estudar para cá, num intercâmbio entre a Universidade dele em Itália e uma em Portugal. O Masato está cá a viver.
No caminho para casa, falei-lhe que tinha adorado conhecer o Masato. Gostei de tudo. Do cabelo preto, liso (como actualmente está o meu), dos olhos, da simpatia, do facto de não ser baixo, contrariamente ao estereótipo de que todos os asiáticos são baixinhos... Quando ela me responde:
-"Ele também gostou muito de te conhecer..."
-"Como é que sabes isso?" - perguntei-lhe, sorrindo.
-"Porque ele acabou de mo dizer por sms." - respondeu-me.
Mais, disse-me que ele queria ficar com o meu número, se possível. Eu deixei. Não é propriamente um estranho, apesar de não ser um conhecido de longa data. Já troquei algumas mensagens com ele. Disse-me que gostava muito da Mariah, o que me deixou feliz. Eu já sabia que ela era muito querida e amada no Japão. Enfim, já tenho o meu primeiro "amigo" japonês. ^^

4 comentários:

  1. Que sorte teres conhecido um japonês >.<
    (adorava viajar para o Japão, mas não passa de um sonho xD)
    adoro o que escreves, continua :)

    ResponderEliminar
  2. ter amigos alem fronteiras é smepre bom, dá para alargar horizontes, conhecer outras culturas, especialmente a asiática que é tão diferente da nossa.

    ResponderEliminar
  3. :/ eu queria um amigo japonês .. mais eu não encontro um :// que a amizade de voçês cresça cada vez mais :)))

    ResponderEliminar
  4. que sorte.. :)) eu queria um amigo asiatico ♥

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)