15 de março de 2010

Preto ou Branco

Admito que não tenho uma grande capacidade de lidar com todo o tipo de pessoas; há um certo tipo de pessoas com as quais eu não consigo estar, onde se incluem, como é evidente, preconceituosos, homofóbicos/homófobos (conforme o gosto...), xenófobos, etc.
Ontem a mãe recebeu umas amigas cá em casa. Não tenho por hábito ouvir as suas conversas enquanto tomam o chá. Falam daqueles assuntos banais, como o vestido desta, o divórcio daquela...
Porém, ontem, fiquei com elas a falar. Algumas amigas da mãe têm interesse e dois palmos de testa; outras, no entanto, são tão ocas que dão dó... Uma delas é assim. O pior nem é a verborreia mental que exala por todos os poros da pele; o pior é mesmo o preconceito absurdo que demonstra.
Estavam a falar, quando a senhora  se lembra de dizer o seguinte: - "A prima de uma amiga envolveu-se com um preto! Meu Deus! Eu até conheço a mãe dela. Foi um desgosto tão grande. Criada com tanto amor e carinho. E ela até é gira "pa" andar com um preto.".
Fiquei possesso. Não me contive e respondi: - "Não vejo o menor problema! Isso é um terrível preconceito! Há pessoas boas e más em todos os povos. E, em relação ao facto de ser "gira", fique a saber que há africanos muito interessantes.".
Ficou envergonhada. Pudera! Mas mesmo assim ripostou: -"Claro que os há, mas era capaz de namorar uma preta?". Pensei: "'Tadinha da pequena, quer ver se me apanha em algum ponto!".  Respondi-lhe: -"Uma africana talvez não, era um caso para meditar, de resto não sei!". Para bom entendedor..., já diz a voz do povo.
Eram cinco, mais a mãe. Ficaram atónitas, sem a mínima reacção. E continuei: - "Há africanos giríssimos; o que dizer do Shemar Moore, da Naomi Campbell, do Tyson Beckford, entre muitos outros?".
Finalizou: - "Está tudo muito bem, mas para mim, não!".
Levantei-me e saí.
Depois do chá ter acabado, a mãe foi ter ao meu quarto e disse-me que concordava em absoluto comigo, mas que tinha sido evitável aquela confrontação. Disse também que a senhora em questão é conhecida pelos seus preconceitos infundados e explícitos.
A questão não está no preconceito exclusivo dessa senhora; o problema é que esta é mais uma das opiniões profundamente discriminatórias que existem por aí. Esta senhora julga as pessoas consoante a sua cor de pele, estrato social, provavelmente, orientação sexual, etc. O seu grau de cultura geral é baixíssimo, as suas habilitações, idem; mas tem o amado esposo (com dinheiro), que lhe dá a sensação, puramente ilusória (pobre coitada), de superioridade. As outras amigas da mãe, onde a mãe se inclui, são pessoas normais. Não usam nada do que têm como arma social. Resumindo: nova rica.
Já o disse: quando essa senhora  estiver em casa, avise-me, para eu não sair do quarto.

8 comentários:

  1. Quem sabe essa " senhora" um dia não vai precisar de levar uma transfusão sanguínea e então leva sangue de um africano. Se calhar se ela souber antes de levar o sangue vai recusar, pois é sangue de um "preto".
    Gostava de ver. Ela esqueceu-se de uma coisa: a cor do sangue é vermelho como o dela.

    ResponderEliminar
  2. Gente idiota há em todo o lado e, com o devido respeito à tua mãe, fizeste muito bem em metê-la logo no lugar!

    ResponderEliminar
  3. Não me consegui controlar!
    A mulherzinha é mesmo do pior que há. :)

    ResponderEliminar
  4. Dou-te os parabéns por teres intervido: essas pessoas precisam MESMO de quem as chame à realidade e lhes combata directamente os preconceitos; infelizmente, ela deve ser tão estúpida que continuará a olhar para ti como se nada tivesse sido dito, pois nada ficou dentro dela...

    ResponderEliminar
  5. Se há coisa que eu não tolero é o preconceito estúpido e cego. Naquela altura nem pensei em nada. Disse o que estava na minha alma, mesmo sabendo que a criatura não deve mudar... :/

    ResponderEliminar
  6. Meu caro, eu também de vez em quando gostava de tomar chá ou leite com as amigas da minha mãe.

    Até que uma disse que viu o rosto de Jesus Cristo numa caneca de leite, à medida que ia metendo chocolate em pó. E não tens noção como o rosto de cristo é lindo (segundo ela).

    Depois deste coma mental que tive, nunca mais consegui tomar café com elas. Bom o facto de ter estudado o rosto de cristo... também ajudou um bocadinho!

    P.S. - Só para dizer que há gente que não se enxerga!

    ResponderEliminar
  7. Bem, que aventura com o chá. :)
    As amigas das nossas mães, por vezes, costumam ser um pouco estranhas. :)
    Esta de que falei no post é mais do que estranha: é preconceituosa e, mais do que isso, é burra. Lol

    ResponderEliminar
  8. Eu acho que ainda pior é o facto de essas opiniões serem tão toleradas/ignoradas em sociedade... Nestes casos, haverão confrontos desnecessário? O que andamos aqui a fazer então?


    Stay Well



    p.s.: Eu ADORO a tua pessoa culta e perspicaz. Sem dúvida voltarei aqui imensas vezes...

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)