20 de fevereiro de 2010

Lady Gaga


A Lady Gaga é, a par de Mariah Carey e Britney Spears, uma das minhas artistas favoritas. Gosto muito dela e nem sei explicar bem o motivo. Gosto. É irreverente, ousada e inovadora, tal como eu gosto de acreditar que sou.
A minha relação com a Mariah Carey começou praticamente desde que nasci. A mãe é uma enorme fã da Mimi, e desde os meus três anos que ouço as suas músicas. São incontáveis as vezes que ouvi Without You e Hero, do albúm Music Box (1993). A mãe colocava este albúm a tocar e eu ouvia, embevecido. Também escutava o seu debut album. A partir daí, a mãe comprou toda a discografia da Mariah. Sinto mesmo que, caso não gostasse da Mariah, provavelmente seria deserdado. :)
Comecei a ouvir a Britney com 9 anos. Lembro-me de que, no meu nono aniversário, a mãe comprou ...Baby One More Time. Escutava o albúm sem parar. Mas não fiquei fã imediatamente. Um dia, quando estava no 9º ano, levei um aparelho que tocava cd's para a escola, junto com o albúm Britney. Como sempre estudei no ensino privado, depois das aulas, os alunos que ficavam à espera dos pais iam para uma sala de estudo. Naquela época, eu ficava sempre, devido aos horários dos pais. Nesse dia, só fiquei eu e um rapaz de nome Luís. Ele era mais velho do que eu uns dois anos (eu tinha 15). Ficámos a estudar na sala. Ele olhava para mim, mas timidamente. Ainda hoje não sei o que me deu, mas coloquei o cd no aparelho, carreguei no play, o som baixinho mas audível, subi para cima de uma mesa e comecei a dançar I´m a Slave 4 U. :) Estávamos em Maio e já estava calor suficiente. Lembro-me de puxar a t-shirt preta para cima, até ao umbigo, dei um nó e puxei um pouco as calças para baixo. Ele ficou a olhar, estupefacto, com uma cara WTF?!! Mas não protestou, nem saiu. Senti que estava a gostar. Dancei descontraidamente sem pensar em mais nada. Ele ficou sentado numa cadeira, enquanto eu dançava para si. Quando a música terminou, desci, ajeitei a roupa e voltei a estudar. Nunca falámos sobre isso...
O ano passado vi-o no médico dentista. O mesmo que o meu, por sinal. Não me reconheceu (ou fingiu muito bem...), mas eu reconheci-o instantaneamente. Estava com a mulher, feia que metia medo ao susto, e com o filho, que deveria ter dois anos. Tive de me conter, mas não consegui evitar um sorriso nostálgico. :)
A Lady Gaga é a minha mais recente descoberta. Mal consigo esperar pelo sucessor de The Fame Monster.
Se fosse hoje, dançaria Lovegame em cima da mesa de aula. Divertir-me-ia muito mais. :)

6 comentários:

  1. Sorry Mark, mas essa gaja é espalhafatosa, não a suporto lol Ela vai aos extremos do ricidulo :S É estranha...lol

    PS: O meu cantinho tem uma carinha nova :P

    ResponderEliminar
  2. Oh pah, eu gosto tanto dela.. :)
    Vou ver o teu cantinho. :)

    ResponderEliminar
  3. @diaboderoupacurta não me compete a mim responder, mas a ignorância é coisa que não me entra na cabeça! desculpa lá se ofendo, é mesmo com esse objectivo! talvez não falar do que nao se sabe fosse a melhor ideia!

    A Gaga pode ser extravagante e diferente, mas onde é que está o mal da diferença? é por achares uma cantora feia e pirosa que vais deixar de ouvir a (possivel) boa musica que ela produz ? please...!

    tenho dito, espero não ter ferido mentalidades menos avançadas. desculpa mark =$

    ResponderEliminar
  4. Pois eu curto a Lady GaGa exactamente pela sua exuberância! Adoro!!!

    ResponderEliminar
  5. Eu também a adoro.. :)
    E mais: tenho a certeza que fará história na música, tal como a Madonna e o Michael Jackson. :)

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)