7 de fevereiro de 2010

dodó - a ave que não tinha medo dos homens

O dodó é um animal que sempre me fascinou. Representa algo mítico; um animal misterioso que se extinguiu, ou melhor, extinguiram-no por volta do século XVII. Como todos os animais extintos, o dodó ficou para a eternidade como um dos símbolos dos ecologistas que lutam pelos direitos dos animais. Por algum motivo, o dodó é um dos símbolos máximos da causa ecológica.
O dodó era um animal que vivia pacificamente na ilha Maurícia, sem inimigos que o levassem à extinção, até à chegada dos primeiros colonos europeus (portugueses) à ilha, nos inícios do século XVI. Era um bichinho (digo-o carinhosamente) muito sociável, que não tinha medo dos humanos (erro fatal!!!). Deixava-se tocar, apanhar e andava de um jeito muito especial, daí o seu nome "dodó", que no português da época significaria algo como "doido" ou "doudo". O dodó era, por isso, uma presa fácil para os esfomeados colonos da época. Pesava uma média de 16 quilos, sendo muito nutritivo e apetecível... Foi caçado até à extinção. O último dodó morreu em meados do século XVII. De uma forma egoísta e totalmente antropocêntrica, o ser humano extinguiu um animal com a única justificação na sua alimentação, na sua subsistência. Com toda a certeza, a existência do dodó não teve como única finalidade a alimentação humana. O dodó, bem como todos os animais extintos pela acção humana, tinha o direito de viver. E nós, enquanto seres racionais e intelectualmente superiores, tínhamos a obrigação de o defender, proteger e preservar para as gerações futuras. Fizemos (e continuamos a fazer...) o oposto. Destruímos o habitat de vários animais, para além das caçadas intensivas e ilegais que fazemos. É caso para dizer: o Homem não aprende. Longe dos seres humanos, todos os animais estão a salvo. A Natureza deu-lhes condições para sobreviverem por si só.
O dodó morreu por gostar da nossa companhia.

2 comentários:

  1. Às vezes o ser humano nem sempre é boa companhia, pois há sempre a tentação de fazer o mal e quando isso acontece não há volta a dar.

    ResponderEliminar
  2. O ser humano, geralmente, é má companhia. O problema (e no caso dos animais) é que esta destruição acabará por nos afectar... :(

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)