22 de janeiro de 2010

Ensino Superior - As minhas dúvidas


A verdade é que já faltou mais para acabar o Secundário. Estamos a cinco meses do fim das aulas e eu já começo a perguntar-me o que irei seguir. É! Eu ainda não sei! Dúvidas e mais dúvidas percorrem a minha cabeça, o que não é de todo normal. Nesta altura do campeonato, eu já deveria ter a certeza do que gosto e do curso a seguir. Começemos pelo que gosto.
Eu adoro História, é a minha grande paixão, como já devem ter reparado. Desde bem pequeno que sou um fanático por História (principalmente Idade Moderna, onde me considero bastante razoável, dada a minha idade). A vida dos Reis, das Cortes, os pensamentos, doutrinas políticas, expansão marítima, tudo me fascina. À partida, tenho o essencial para seguir História a nível superior. Porém, sei que não tenho a mínima vocação para professor, e a investigação neste país é praticamente inexistente. Surge este dilema. Se seguir, temo estar destinado ao ensino; se não seguir, temo não ser feliz e uma pessoa realizada.
Direito, outra das opções que tenho ponderado. É interessante, tenho alguma curiosidade, mas... e se não me identifico minimamente? A semana passada estive na Fnac, onde comprei um livro de Introdução ao Direito do Professor Marcelo Rebelo de Sousa. Fiquei fascinado. É muito complexo, mas interessa-me. Mas, será o essencial para seguir?
Jornalismo, também gosto. Acho que todos nós, que temos blogs, somos um pouco jornalistas. Eu sempre adorei escrever, mas não me imagino numa secretária a escrever crónicas fúteis para um qualquer jornal medíocre. Muito menos viajar como "enviado especial" a países do Terceiro Mundo afectados por crises humanitárias e golpes de Estado. Poderei seguir Comunicação Social, mas numa vertente que me permita trabalhar em televisão, como apresentador ou pivot de noticiários, que também gosto.
São basicamente estas as opções em que tenho pensado. Já falta muito pouco. Talvez tenha de fazer uns testes específicos de modo a apurar a minha real vocação. Para piorar, apesar de parecer contraditório, tenho uma boa média, o que dificulta ainda mais a minha escolha pois amplia o meu leque de possibilidades.
Se fosse um ilustre membro da classe Povo Iletrado, qualquer escolha seria bem mais fácil. Escolher entre carpinteiro ou arrumador de carros não deve levantar tantos problemas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Um pouco da vossa magia... :)