10 de abril de 2009

Jesus

O Homem vive o dia-a-dia quase sempre sem pensar em nada. Vive espontaneamente, de forma natural, e só quando sente que o perigo espreita é que pensa em Deus, e mais concretamente, em Jesus. Pois bem, o pensamento em Jesus deveria ser diário, porque é apenas nele que encontramos a salvação. Não sou católico, nem um fanático religioso qualquer, mas basta ter "dois dedos de testa" para perceber que os ensinamentos deste Homem podem salvar a Humanidade. Sendo ou não filho de Deus (para mim é o Espírito mais puro que Deus enviou à Terra), Jesus de Nazaré deixou-nos um importantíssimo legado de paz e amor que deveria ser seguido na íntegra. Todos os seus ensinamentos têm uma aplicação geral e cabem em qualquer credo ou religião, portanto, não é difícil perceber que fosse ou não o filho de Deus, pelo menos foi um Ser do mais elevado que passou na Terra. Mentiria um Ser desta Natureza? Não é por um mero acaso que o Islamismo O considera um Profeta, bem como existe um respeito geral pelo nome de Jesus Cristo em todo o mundo.
Não é por estarmos na Páscoa que me ocorreu escrever sobre Jesus, mas sim porque nunca é tarde para nos apercebermos da importância que Ele teve na história da Humanidade. Ele que é visto, nomeadamente pelos católicos, como o Deus encarnado, embora sempre se tenha referido a Deus, não como si próprio, mas como o Seu Pai e Pai de todos nós.

1 comentário:

  1. Como católico lhe digo, acreditamos em Deus, seu filho e sua força activa, Espírito Santo. Gostei, apesar dessa falha, do seu blog. É diferente da maioria para melhor.

    ResponderEliminar

Um pouco da vossa magia... :)